PCP condena “atropelos à legislação laboral”

0
62

Em contacto com trabalhadores da Faurecia 

 

A concelhia de S. João da Madeira do Partido Comunista Português (PCP) associou-se, no passado dia 21, a uma jornada nacional de contacto e informação junto dos trabalhadores, inserida na campanha “Valorizar o trabalho e os trabalhadores”, avança nota de imprensa remetida ao nosso jornal.

No concelho sanjoanense, os funcionários da Faurecia foram os escolhidos pelos comunistas, que quiseram assim, através do comunicado distribuído, integrar o contato levado a cabo em muitos locais de trabalho pelo país fora, transmitindo uma mensagem de confiança, solidariedade, afirmação e reivindicação de que, “no combate ao vírus nem um direito a menos”.

Segundo o PCP, “o vírus pode matar e é preciso evitar a sua propagação e defender todas as vidas, mas não podemos esquecer aqueles que têm a sua vida em risco de ser destruída porque perderam o emprego, o seu salário, perderam direitos individuais e coletivos”. Aliás, em seu entender, “os direitos não estão de quarentena”, daí vir agora defender e propor “a proibição de despedimentos, o pagamento integral dos salários, o cumprimento das regras de higiene, saúde e segurança no trabalho, tornar ilícitos e revogáveis os atropelos à legislação laboral e o aumento geral dos salários”, etc..

 

 

Loading Facebook Comments ...

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here