Até ao momento, e contrariamente ao previsto, os munícipes ainda não receberam na caixa de correio as três máscaras comunitárias, reutilizáveis e certificadas pelo CITEVE – Centro Tecnológico Têxtil e Vestuário, que a câmara anunciou que ia distribuir a partir da semana passada. O Município, através do seu gabinete de comunicação, disse ao labor que acredita que “o processo de certificação possa estar concluído ainda esta semana” e que, logo, depois iniciará a distribuição destes equipamentos de proteção individual que estão a ser produzidos pela empresa de S. João da Madeira ERT Têxtil, bem como das instruções sobre como os sanjoanenses devem proceder para obter aquelas que estão em falta no caso de o agregado familiar ser composto por mais do que três pessoas

Recorde-se que, como o nosso jornal noticiou oportunamente, esta é mais uma “ação de sensibilização geral” levada a cabo pelo Município. Neste caso, abarcará os cerca de 22 mil residentes no concelho e representa um investimento camarário de 30.316 euros (IVA incluído) no combate à propagação da Covid-19.

Nota ainda para uma outra iniciativa da autarquia, desta feita realizada em articulação com a Associação Comercial de S. João da Madeira, que consiste na entrega de viseiras e de máscaras descartáveis aos comércios de rua abertos ao público, oferecidas pelo grupo Simoldes e pela Embaixada da República Popular da China, respetivamente. Nos primeiros dias desta ação foram contactados 693 estabelecimentos comerciais, tendo sido entregues kits (viseira mais três máscaras) em 532 deles, como o labor avançou na sua última edição.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Loading Facebook Comments ...