Para já 

Encerrados durante cerca de dois meses devido à Covid-19, o Museu da Chapelaria, o Museu do Calçado, a Loja de Turismo da Torre da Oliva e o Núcleo Museológico da Oliva reabriram ao público no passado dia 22, funcionando, para já, apenas às sextas-feiras, aos sábados e aos domingos. O seu horário de funcionamento é das 10h00 às 12h30 e das 14h00 às 17h30.

Segundo nota de imprensa da câmara a que o labor teve acesso, Jorge Sequeira fez questão de marcar presença na reabertura, fazendo-se acompanhar pelo vice-presidente da câmara José Nuno Vieira, as vereadoras Irene Guimarães e Paula Gaio, a presidente da Assembleia Municipal, Clara Reis, o chefe de gabinete do presidente, José Fonseca, o coordenador municipal da Proteção Civil, Normando Oliveira. Também a diretora dos museus, Joana Galhano, e a responsável da unidade de Turismo Industrial de S. João da Madeira, Alexandra Alves, estiveram presentes.

Como o autarca referiu na ocasião, “estão criadas as condições para os cidadãos poderem regressar aos museus sanjoanenses”, tendo assim a oportunidade de “viver a cultura de uma forma mais próxima”, ainda que “com respeito pelas regras impostas pela situação de pandemia da Covid-19”. Aliás, ele próprio pôde constatar in loco a aplicação de medidas de higienização e distanciamento face à pandemia, assim como a definição de circuitos de visita para que o público possa percorrer esses espaços em condições de segurança.

Recorde-se que, como o nosso jornal já noticiou em edição anterior, o regresso de visitas a estes equipamentos culturais e turísticos acontece na sequência do plano de desconfinamento face ao novo coronavírus, aprovado em conselho de ministros, tendo sido realizado um trabalho prévio de preparação para assegurar o devido funcionamento, com respeito pelas regras de combate à propagação da pandemia.

O labor tentou saber junto da autarquia quantas pessoas visitaram os vários espaços municipais durante estes primeiros três dias após a sua reabertura, mas tal não foi possível até ao fecho desta edição. De acordo com o gabinete de comunicação, o Município vai fazer um ponto de situação sobre esta matéria, mas ainda não sabe quando.

Loading Facebook Comments ...

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here