O Dínamo Sanjoanense vai regressar à competição ainda antes do início da nova época desportiva. No seguimento do plano de reestruturação do futsal que a Federação Portuguesa de Futebol (FPF) apresentou e que se estende até 2022/2023, resultado do surto de Covid-19, a FPF decidiu, já na próxima época, alargar a Liga Placard de 14 para 16 clubes. Número que reduzirá nas épocas seguintes até chegar aos 12 em 2022/2023. E os dois emblemas que vão subir ao principal escalão nacional da modalidade irão ser encontrados numa prova de acesso onde participarão as 12 equipas que já estavam apuradas para a fase de subida na época 2019/20 na altura em que a competição foi suspensa, a 8 de abril.

Ainda com data por definir, o Dínamo Sanjoanense é um dos clubes, juntamente com Nelas, Ladoeiro, Nun’Alvares, Caxinas e Rio Ave, na zona Norte, e Santa Clara, Sassoeiros, Barreirense, Fonsecas e Calçada, Ferreira do Zêzere e Olho Marinho, na Sul, que vai entrar em campo antes do início da nova temporada para lutar por um dos dois lugares que dá acesso ao principal campeonato nacional de futsal.

“Como é lógico, vamos participar nesta prova com o intuito de fazer o melhor e, se for possível, vamos agarra a subida com unhas e destes”, garante Paulo Moreira, presidente do Dínamo Sanjoanense, que se mostra confiante no “valor do jovem plantel e equipa técnica”. “Sei que vão dar todos o seu melhor”, assegura o dirigente, sublinhando que a preparação para a prova de apuramento ainda não começou. “Como ainda não sabemos datas em concreto, moldes e local para realização da prova teremos de aguardar para nos prepararmos bem”, explica.

Com o segundo lugar no ranking, o Dínamo Sanjoanense só começa a disputar a prova na segunda eliminatória e precisa de vencer a segunda e terceira eliminatórias para garantir a subida à Liga Placard.

Loading Facebook Comments ...

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here