O projeto de interiores desta obra conta toda uma história sobre o local e a cidade

A obra de reabilitação do Jardim de Infância (JI) e da Escola Básica de 1º ciclo (EB1) de Fundo de Vila começou no dia 4 de junho e está prevista terminar precisamente um ano depois.

Esta intervenção representa um investimento de 500 mil euros por parte da Câmara Municipal de S. João da Madeira e que complementa uma outra, a de retirada de amianto em todas as escolas de 1º ciclo, no valor de 350 mil euros.

O projeto de arquitetura é da autoria de Luísa Coutinho e o projeto de interiores da empresa DAM sediada na Oliva Creative Factory. Depois da apresentação dos novos projetos para esta que é uma das mais antigas escolas da cidade, o presidente da câmara, Jorge Sequeira, afirmou que Fundo de Vila vai ter “uma escola diferente” e “preparada para os tempos modernos”.

Já os designers da DAM foram “desafiados a contar uma história em torno da escola”, revelou Jorge Sequeira. Nesta viagem “Ao Fundo da Vila”, o vice-presidente, José Nuno Vieira, destacou o cuidado de usarem cores que “caracterizam a cidade” e o “conceito transversal em torno da escola e (da proximidade) do comboio”. Também salientou a “preocupação em disfarçar os pilares” do edifício, dando como exemplo a transformação de um deles numa árvore, onde podem ser afixados os trabalhos dos alunos, e de outro numa casa da árvore; as “linhas férreas” do comboio recriadas no chão, as malas de viagem e os espelhos em forma de chapéu nas casas de banho, entre outros.

Relembramos que este projeto de requalificação da EB1/JI de Fundo de Vila foi apresentado no início do ano apenas à comunidade educativa e esta terça-feira à comunicação social. As imagens dos projetos podem ser consultadas na galeria anexa a esta notícia no site do labor (https://labor.pt/home/).

Projeto de Reabilitação

Exterior: Tratamento térmico em paredes existentes e nas novas, novas caixilharias, pintura geral e melhorias gerais nos acessos e pátio central.

Interior: Reestruturação funcional e formal com ampliação sob coberto (antecâmara, atendimento e associação de pais); reformulação e ampliação de circulação e de estadias; novos sanitários; e reformulação da cozinha e zonas de apoio; alterações de segurança; melhorias gerais (pisos, tetos, carpintarias, infraestruturas e equipamento); pintura geral (com lettering e ilustração) e equipamento de mobiliário (funcional e lúdico).

Loading Facebook Comments ...

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here