Marco Fernandes trouxe a público, uma vez mais, o tema do Parque de Nossa Senhora dos Milagres. Este membro da coligação PSD/CDS-PP disse-se satisfeito por o parque infantil “desde o início de março” estar a sofrer “uma intervenção” e, também, porque o parque de merendas “está cuidado e ajardinado”. Só que isto, na sua ótica, contrasta “com o resto do parque” e, por isso, pediu à junta de freguesia para não se demitir da sua responsabilidade de exigir à câmara que zele pelo Parque.

Ainda sem estudo de revitalização, aprovado em reunião de câmara em outubro de 2018, à vista e sobre o qual Helena Couto garantiu que continua a não ter conhecimento, Marco Fernandes afirmou que “o Parque dos Milagres não é uma prioridade para este executivo”. “Estamos fartos desta inércia”, sublinhou.

Em resposta, e a propósito do parque infantil, a presidente da junta deu nota do que já foi feito, desde a colocação de novos pisos, a compra de um novo baloiço e a recuperação de equipamentos, e do que falta fazer. Neste momento, “estamos a ver com a proponente da proposta vencedora do Orçamento Participativo as soluções possíveis [em termos de preços, equipamentos, etc.]” para, também, se criar um espaço adaptado para crianças portadoras de deficiência. A ideia é passar a haver um parque infantil verdadeiramente inclusivo.

Loading Facebook Comments ...

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here