Da autoria do arquiteto Sidónio Pardal, no lugar da Ponte 

Para o lugar da Ponte, onde hoje encontramos uma espécie de “gruta” que alberga dezenas de peças únicas (entre esculturas e outras) que retratam a vida de S. João Batista está prevista uma capela proposta pelo arquiteto Sidónio Pardal.

A nova construção faz parte do plano de expansão do Parque Urbano do Rio Ul para Sul, conforme informou a autarquia ao labor, que até ao momento não falou sobre o assunto com o líder da comissão de festas (CF), conforme o próprio disse.

“Há quem faça as cascatas nos santos populares. Nós fizemos a representação bíblica da vida de S. João Batista, desde o seu nascimento até à sua morte”, referiu Adelino Calhau, a propósito desta ideia que tiveram há cerca de 30 anos e que puderam concretizar com a ajuda da câmara. “A câmara construiu aquilo [“gruta”] com a nossa colaboração”, disse o responsável, acrescentando que, antes da “gruta”, “começámos com uma barraca com uns paus e ramalhos e umas figuras”.

“Gruta” vandalizada há cerca de meio ano

GN

Ao todo, serão “à volta de 60” as peças feitas à mão por um artesão de Barcelos que dão vida ao projeto do “presépio” e às cenas que o constituem que resultou de um longo e pormenorizado estudo bíblico levado a cabo por Reinaldo Santiago, sanjoanense que estudou profundamente a vida e a obra do padroeiro da cidade.

Algumas destas figuras encontram-se danificadas, após atos de vandalismo ocorridos há cerca de meio ano, como contou Adelino Calhau ao labor. Neste momento, “estamos à espera do serralheiro para arranjar o portão”, acrescentou o presidente da CF.

 

Loading Facebook Comments ...

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here