Após vários meses de paragem, o futebol de formação da Associação Desportiva Sanjoanense começou a regressar à normalidade com o arranque, no passado dia 22 de junho, da sua atividade, com a realização, mediante inscrição prévia, de treinos para todos os escalões. Com 150 inscrições nos primeiros quatro dias, Élio Almeida sublinha que este regresso “só foi possível após preparação de um plano contingência pelo departamento de formação, aprovado por todas as autoridades, desde a câmara municipal até ao delegado saúde, cumprindo todas as regras da DGS para estas atividades.

Com mais de 100 atletas divididos entre o Centro de Formação Desportiva e o Campo das Travessas na segunda semana de atividade, o coordenador do departamento do futebol de formação do clube alvinegro refere que “foi um regressar, com a felicidade estampada no rosto, pela saudade de estar junto dos colegas e voltando-se a exercitar com os treinadores. Este início dos treinos é fundamental para os atletas ganharem confiança, assim como os pais terem a confiança para os deixarem sair, sabendo que estão em boas mãos”, explica Élio Almeida, sublinhando que para que a prática desportiva pudesse decorrer de forma segura “foram realizados novos seguros”.

“O departamento de formação da Sanjoanense sentiu necessidade de começar estes treinos por diversos fatores. Desde a necessidade de os atletas treinarem e fazerem exercício ate à questão financeira, pois alguns encarregados de educação tinham as mensalidades totalmente liquidadas, podendo, assim, usufruir das mesmas ainda durante esta época, que durará até início de Agosto”, acrescenta o responsável, destacando, no entanto, que “este não é o reinício desejado, mas o possível”. “Tem sido do agrado de todos, que têm parabenizado o esforço e dedicação com que se realizam os treinos, com destaque para a segurança e seguindo todas as regras fundamentais”, acrescenta Élio Almeida, que, no entanto, lamenta a “falta de apoio presidencial do clube”. “Continua a esquecer a formação e nem a sua profissionalização ajuda a ter disponibilidade para apoiar os nossos jovens. Lamentável”, termina o coordenador do departamento do futebol de formação.

Loading Facebook Comments ...

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here