No âmbito da sua política cultural, e conforme o labor já noticiou na sua última edição, aprovou, na reunião de câmara da semana passada, o lançamento da edição de 2020 do Prémio Literário João da Silva Correia, tendo em vista distinguir, este ano, obras poéticas em Língua Portuguesa. Constituindo uma homenagem ao escritor sanjoanense que lhe dá o nome, este concurso visa “promover hábitos de leitura e de escrita criativa” e o “aparecimento de novos valores e talentos literários”, como consta das normas aprovadas pela autarquia.

Os originais concorrentes devem ser enviados para a Biblioteca Municipal de S. João da Madeira até ao próximo dia 30 de outubro, constando da respetiva embalagem a seguinte indicação: “Obra Concorrente ao Prémio João da Silva Correia 2020”. Para mais informações, os interessados devem consultar as normas de participação no concurso, acessíveis no site da autarquia sanjoanense (www.cm-sjm.pt).

Edição de 2019 registou mais de 40 concorrentes

À semelhança do ano transato, como informa nota de imprensa camarária, o júri do Prémio Literário João da Silva Correia 2020 incluirá o embaixador, diplomata, escritor, poeta, ficcionista e político português Luís Castro Mendes, que foi ministro da Cultura entre abril de 2016 a outubro de 2018. O ex-governante junta-se ao poeta e escritor de literatura infantojuvenil, José Fanha, um dos comissários do Festival Poesia à Mesa, e a António Lopes representante da editora Âncora, com quem o Município de S. João da Madeira mantém, há largos anos, uma parceria na edição dos livros do Prémio João da Silva Correia.

Em relação à anterior edição, mantém-se também a maior abrangência da iniciativa, que deixou de impor a condição de os candidatos terem ligação ao concelho. Esta medida contribui para uma maior divulgação do prémio, como se constatou em 2019, com uma participação recorde de mais de quatro dezenas de concorrentes, de diversas proveniências geográficas. A obra vencedora foi “Manhãs do mundo”, de Nuno Figueiredo.

Concurso desenvolvido pela Biblioteca Municipal

Sendo operacionalizado pelos serviços da Biblioteca Municipal de S. João da Madeira, este prémio, lançado em 2006, tem o nome do escritor e jornalista sanjoanense João da Silva Correia (1896-1973), autor do romance “Unhas Negras”. Cada vencedor é distinguido com a garantia da publicação da obra selecionada, mediante a comparticipação financeira, pela Câmara Municipal, nos custos da respetiva edição, até ao limite de 2.000 euros.

Loading Facebook Comments ...

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here