Depois de uma época atípica, que acabou interrompida a cinco jornadas do fim, a próxima temporada é encarada com expetativa e ambição no hóquei feminino da Associação Desportiva Sanjoanense. Com nove renovações, o plantel não registou grandes mudanças, mas a equipa foi reforçada com três atletas para colmatar as saídas de Liliana Pinto e Mariana Moreira. Ana Rita Couto e Renata Balonas vestem a camisola do clube alvinegro pela primeira vez enquanto Catarina Violas regressa à casa onde se estreou como sénior feminina.

Uma das principais novidades é a mudança no quadro técnico com Nuno Gomes a assumir o comando da equipa. O técnico, que chega a S. João da Madeira proveniente dos sub17 do CENAP, confessa que o convite da Sanjoanense “foi o melhor que podia ter acontecido neste momento”. “O projeto em si é ambicioso e tudo o que sejam novas experiências e adversidades deixam-me mais motivado”, confessa o novo treinador da equipa sénior feminina, sublinhando que “a ADS é um clube com história e com profundas raízes no hóquei em patins, e o feminino é vivido com grande entusiasmo”.

Apesar da escassa experiência de Nuno Gomes com o hóquei feminino, tendo apenas treinado equipas mistas no HA Cambra e no CENAP, o técnico mostra-se confiante e assegura que o objetivo “será fazer mais e melhor”. “Creio que esse é sempre o objetivo de um clube como a Sanjoanense”, frisa o técnico, que acredita que este novo desafio vai “elevar” a sua capacidade de resposta e “motivar a crescer” com o novo grupo de trabalho. “Como treinador só posso dizer que darei o máximo em prol desta equipa, que o objetivo será fazer sempre mais e melhor e que entraremos sempre em campo para vencer”, assegura Nuno Gomes.

Loading Facebook Comments ...

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here