Para a oposição, que reuniu recentemente com a Associação Comercial de S. João da Madeira, a câmara não precisa de estar à espera da concessão para fazer “novos investimentos” ao nível do estacionamento de proximidade no centro cívico.  Como a concessão “é uma coisa que ainda vai demorar”, na ótica da coligação PSD/CDS-PP, a autarquia até “podia usar dinheiro dos parcómetros para investir nesses mesmos equipamentos” de forma a que, por exemplo, se pudesse passar a pagar já o estacionamento através de uma aplicação de telemóvel.

Mas esta é uma possibilidade que, segundo o vice-presidente da câmara, vai ter de aguardar pela dita concessão. A ideia do Município é “regular o estacionamento na cidade e também dar esse acrescento na área tecnológica”. E “a concessão vai permitir ter máquinas novas [com tecnologia] e também uma articulação com o comércio”.

O “avanço tecnológico” no que diz respeito ao estacionamento faz parte dos planos camarários e surge no sentido de tornar “S. João da Madeira numa cidade inteligente”, referiu José Nuno Vieira.

Loading Facebook Comments ...

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here