Que se realiza este ano no Parque Urbano do Rio Ul

O convite é muito simples e dirigido a todas as pessoas porque o espírito da juventude não tem idades. Quem gosta de ouvir música, ver peças de teatro, assistir a sessões de cinema, praticar desporto, experimentar atividades radicais e conversar sobre temas que estão na ordem do dia com pessoas que têm marcado a diferença dentro do espaço que ocupam no planeta Terra, deve ir à Semana da Juventude.

O programa é composto por 34 atividades divididas pelos três dias de evento, de 11 a 13 de setembro, e pelos vários espaços do Parque Urbano do Rio Ul.

A obra de requalificação da Praça Luís Ribeiro para que ela própria fique “mais jovem” e possa continuar a ser o cenário da Semana da Juventude ditou a mudança para um outro “lugar de excelência” da cidade, explicou o presidente da câmara, Jorge Sequeira, durante a apresentação do programa, realizada ao fim da tarde desta segunda-feira, precisamente no Parque Urbano do Rio Ul que acabou por ser o espaço escolhido para acolher a edição deste ano por ser ao ar livre e ter uma grande dimensão que permite ter condições para realizar todas as atividades com respeito pelas regras de segurança impostas pela autoridade de saúde no combate à Covid-19.

Por mais do que uma vez, Jorge Sequeira disse que os jovens e os idosos foram os que mais sentiram na pele as consequências do confinamento imposto pela pandemia. Por isso, a Semana da Juventude vai ser uma importante forma de “resgatar o encontro e o convívio” entre as pessoas ao “proporcionar experiências culturais e recreativas em contacto com a natureza”, referiu o autarca.

O programa desta edição ficará marcado pelo “desconfinamento suave” que implica o uso de máscara, a lavagem e desinfeção constante das mãos, o distanciamento entre as pessoas, a limitação do número de público nos espaços, depois de termos estado restritos à nossa casa, trabalho e espaços de venda de bens essenciais, mas este é “um obstáculo que vamos ultrapassar” com respeito pelas regras de segurança, considerou Rita Pereira, presidente da Associação de Jovens Ecos Urbanos, que organiza, juntamente com a Câmara Municipal de S. João da Madeira, a Semana da Juventude, ressalvando a importância dos eventos culturais porque “a cultura é construir pontes sociais”.

Por dizer também não ficaram os tradicionais “elogios” neste tipo de apresentações. Primeiro, por parte de Jorge Sequeira em relação à Ecos Urbanos por organizar “muito bem” esta iniciativa com “criatividade” e “inovação”. A seguir, por Rita Pereira ao destacar o “apoio incansável” prestado pela câmara, nomeadamente através de Rosário Gestosa que é a vereadora do Desporto e da Juventude. A apresentação da programação da Semana da Juventude contou ainda com um momento musical da artista sanjoanense Patrícia Pereira.

À noite é aconselhado levar agasalhos e mantas para “aquecer o corpo porque vamos garantir o aquecimento da alma”

Os piqueniques com música, o cinema ao ar livre, a estreia de projetos ligados à música, teatro, dança e poesia são alguns dos destaques da programação deste ano que volta a apostar em artistas, da “casa” e de outras bandas, que este ano mais do que nunca precisam de ter trabalho uma vez que o setor cultural foi dos que mais sentiu e sofreu com o impacto da pandemia. Para os programas noturnos é aconselhado levar agasalhos e mantas para “aquecer o corpo porque vamos garantir o aquecimento da alma”, assegurou Rita Pereira.

Todas as atividades são gratuitas, mas implicam inscrição com antecedência devido às regras de segurança impostas pela autoridade de saúde nacional como forma de combate à propagação da pandemia.

As inscrições online podem ser feitas até ao dia 10 de setembro através do email semanadajuventude@ecosurbanos.pt. Quem não se inscrever pode tentar fazê-lo no próprio dia da atividade que pretende frequentar, estando dependente da existência ou não de lugares disponíveis para a mesma.

 

“Os Desafios do Associativismo Jovem”

Um dia antes de arrancar mais uma edição da Semana da Juventude, que ficará marcada pelas restrições impostas pela autoridade de saúde no combate à Covid-19, vai realizar-se uma conversa sobre “Os Desafios do Associativismo Jovem”.

O encontro está marcado para o dia 10 de setembro, pelas 21h00, no auditório do Museu da Chapelaria, e contará com a presença da Federação nacional de Associações Juvenis (FNAJ), a Federação das Associações Juvenis do Distrito de Aveiro (FADJA), a câmara municipal sanjoanense e todas as associações do concelho. A saber, a Associação de Jovens Ecos Urbanos, a Associação Cultural Luís Lima e a Associação de Promoção da Juventude (APROJ).

 

Música de Rua

A Música de Rua vai realizar-se no dia 11 de setembro, das 18h00 às 20h00, no dia 12, das 17h00 às 20h00, e no dia 13, das 15h00 às 17h00, em vários locais do parque. Cada um destes momentos contará com as interpretações de Patrícia Pereira na concertina, João Cardoso na guitarra, Cláudia Rodet no contrabaixo, Luís Sá no bandolim, Paulo Kanuko na guitarra e Rosália Passinhas na dança.

 

Espetáculos de música, teatro, dança e poesia

A atuação dos “The Spiritual Aliens – Djoca & Alien4U” está marcada para o dia 11 de setembro, pelas 20h00, prometendo ser um momento de “harmonia entre diferentes sonoridades do mundo e da eletrónica em diálogo com uma surpreendente guitarra elétrica”, lê-se no dossier de imprensa da Semana da Juventude. Uma hora depois, às 21h00, pode-se assistir ao concerto “Fantasia” do guitarrista sanjoanense Sandro Rodrigues que apresenta pela primeira vez o trabalho deste que é o seu primeiro álbum na sua terra Natal. Por sua vez, as duas sessões da iniciativa “Música para bebés e papás”, pela Arte do Som, têm lugar no dia 12, às 15h00 e às 16h00, sendo dirigidas a crianças dos um aos seis anos acompanhadas pelos encarregados de educação. O projeto “Music Fusion Only” pelo Dj Joca começa a ecoar no dia 12, a partir das 14h30. O “Código de Barras” é um espetáculo performativo da sanjoanense Kássia Laureano & José Santos criado a convite da Semana da Juventude. Uma personagem de seu nome Nina vai abordar temas como a morte, saúde mental, sexualidade, violência doméstica, religião, racismo, pobreza, entre outros. A estreia deste espetáculo constituído por teatro, dança e poesia está marcada para o dia 12, às 21h00. O concerto de Taças Tibetanas, de Cristal e Didjirido, por Fox André e Ma Jivan Shakti, acontece no dia 13, às 11h30, sendo dirigido a maiores de 10 anos.

Piqueniques com música

O primeiro piquenique com música conta com a atuação do grupo de Hip Hop do Centro de Cultura e Desporto (CCD) no dia 12 de setembro, pelas 19h40. O segundo piquenique vai ser animado pelo concerto de Luiz Gabriel Lopes no dia 13 de setembro, pelas 13h00.

 

Teatros ao ar livre e em caixa

A peça “A Revolta das Renas”, pela Arte do Som, entra em cena no dia 11 de setembro, pelas 18h30. O “Pequeno Grande Céu” da Companhia Ventoinha – Teatro, Bonecos e Objetos sobe ao palco nos dias 12 e 13, pelas 15h00. Este é “um espetáculo de teatro de pequenas dimensões e curta duração, que acontece dentro de uma caixa totalmente equipada com palco, cenários, iluminação e sistema de som, e que é apresentado a uma pessoa de cada vez que se senta num banco e espreita para dentro da estrutura”, explica o dossier de imprensa da Semana da Juventude. Mais uma peça de teatro entra cena pela Associação de Promoção da Juventude (APROJ) que vai apresentar “Sabes Aquela Voz” no dia 12, às 18h00. Todas as peças anteriormente mencionadas são dirigidas a todas as idades. Já o teatro de marionetas “Resposta a todas as perguntas” pelo Teatro em Caixa é para maiores de três anos e entra em cena no dia 13, às 12h00.

 

Cinema projetado a partir de uma carrinha

As sessões de cinema ao ar livre realizam-se nos dias 11 e 12, às 21h45. O projeto Frame Mobil do Espectro Invisível é responsável por estes dois momentos denominados de “oásis cinematográficos ao ar livre” em que vai ser projetada uma criteriosa seleção de filmes de animação, ficção, documental e curtas a partir de uma carrinha.

 

Atividades desportivas e radicais

Uma aula de yoga, pelo Espaço Paz, acontece no dia 11, pelas 19h15, e outra de pilates, pela Divisão de Juventude e Desporto do Município, está marcada para o dia 12, pelas 10h30. Um conjunto de atividades radicais – slide, matrecos humanos, prova de obstáculos e tiro ao arco –, promovido pela Aventuresca, está previsto para o segundo dia, 12 de setembro, a partir das 14h30, em vários locais do relvado junto ao rio. O open day dedicado ao ténis pela Associação Estamos Juntos realiza-se no dia 12, pelas 16h00, podendo ser frequentado por crianças maiores de oito anos. Uma aula de zumba pelo Projeto Habitus acontece no mesmo dia e à mesma hora da atividade anterior. Um momento de meditação guiada, pelo Espaço Paz, está previsto também para o segundo dia, 12 de setembro, às 19h00. Uma aula de tai-chi dada pelo Shaolin Si realiza-se no dia 13, às 9h30, e um momento dedicado ao Running, dirigido em especial aos jovens, levado a cabo pela Divisão de Juventude e Desporto do Município, acontece meia hora depois. Os interessados em frequentar estas aulas abertas devem levar os respetivos equipamentos individuais exigidos para a realização de cada uma delas, devendo os mesmos ser intransmissíveis.

 

Visitas Guiadas

A primeira visita guiada sobre a água é realizada no dia 12, às 15h30, e a segunda dedicada às aves do Parque acontece no dia 13, pelas 16h00. Ambas são levadas a cabo pelo Departamento de Ambiente do Município e dirigidas a maiores de seis anos.

 

Oficina e Contos

A “Bicicleta Manifesta” é uma oficina ambulante de serigrafia artesanal do Atelier Ser que regressa à cidade sanjoanense no dia 12, às 16h30, depois de ter estado entre os convidados do último Encontro Internacional de Ilustração.

Três sessões de contos da nossa tradição, pela voz do conhecido contador António Continha, estão marcadas para o dia 13, às 15h00, 16h00 e 18h00.

 

Conversas sobre ideias e projetos de e com futuro

Uma “Talk sobre alimentação saudável” pela O.ri.gi.ne by Espaço Paz realiza-se no dia 13, às 14h30, e é dirigida a todas as idades. O terceiro e último dia de programação da Semana da Juventude termina com os “Projetos Maduros para um Futuro Verde” com início às 17h00. Uma conversa com Ricardo Ramos, mais conhecido por Xico Gaivota, Joca do Não Lixes, Inês Alexandra e a sanjoanense Lee Guimarães do Movimento Transformers, Sara Rocha do Actuar – Sistemas Alimentares Sustentáveis e Verónica Belchior da Sustain Azores e dos “Os Fora da Casca”. Mais informação sobre estas ideias e projetos vai divulgada nas próximas edições do labor. Até lá elas estão à distância de “um clique”.

Loading Facebook Comments ...

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here