Jogo 2 – Almada AC, 19 – AD Sanjoanense, 28

Árbitros: Francisco Remígio e Fábio Gonçalves.

Almada AC: Nuno Sardinha, Jorge Pereira, André Penedo, Rachid Bart, Emídio Mourato, João Salavessa, Artur Pereira, Duarte Pereira, Vasco Lampreia, Gonçalo Neves, Luís Borges, Guilherme Lima, André Lourenço, Leone Almeida, António Cabaça, Marco Gil.

Treinador: António Santos.

AD Sanjoanense: Ricardo Gaspar, Lucas Santana, David Ferreira, Francisco Silva, Miguel Cortinhas, Lourenço Santos, Guilherme Novo, Tiago Antunes, Bruno Ferreira, Ricardo Pinho, Pedro Pires, Jefferson Bastos, Rui Sousa, Danilo Vasques, Bruno Saurin, Anderson Silva.

Treinador Nuno Silva.

Ao intervalo: 8-12.

Depois de um jogo inicial mais complicado a Sanjoanense venceu com alguma facilidade a equipa do Almada. Apesar de um início equilibrado, com os homens da margem Sul a criarem algumas dificuldades, a formação orientada por Nuno Silva acabaria por reagir e depois de uma igualdade a cinco golos distanciava-se no marcador e ao intervalo vencia por 8-12.

O segundo tempo teve um arranque equilibrado como o primeiro, mas após alguns minutos de jogo a Sanjoanense, aproveitando alguma desconcentração do adversário, afastava-se no marcador, chegando mesmo aos 10 golos de vantagem (14-24). Perante um Almada sem soluções, que chegou mesmo a apostar num 7×6, os alvinegros limitaram-se a gerir o resultado e o encontro até ao final.

Do lado do Almada destaque para os seis golos apontados por Artur Pereira e António Cabaça, enquanto na Sanjoanense o melhor marcador voltou a ser Lourenço Santos, também com seis golos. Com este triunfo a Sanjoanense assegurava, 33 anos depois, o regresso à 1.ª Divisão Nacional

Loading Facebook Comments ...

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here