SC S. João de Ver, 1 – AD Sanjoanense, 1

Jogo no Estádio do SC S. João de Ver.

Árbitro: Anzhony Rodrigues, auxiliado por Nuno Pereira e Celso Fernandes (AF Madeira).

SC S. João de Ver: André Costa, Diogo Castro (Maurício Júnior, 79’), Emanuel, Pedro Santos, Diogo Gouveia, Vieirinha, Elísio (Neto, 65’), Aranha, Ká Semedo (Rúben Silvestre, 79’), Miguel Silva, Alex Oliveira (Zé António, 86’).

Suplentes: Leo Leichsenring, João António, Nuno Martins, Maurício Júnior, Rúben Silvestre, Neto, Zé António.

Treinador: Ricardo Maia.

AD Sanjoanense: Diogo Almeida, Daniel Pinho, Sandro Fonseca, Rúben Pereira, Gil Barros, Diogo Barbosa, Dinis Lopes (Zé Leite, 46’), Paulinho (Manuel Godinho, 73’), Mário Correia, Jean (Márcio Santos, 86’), George.

Suplentes: Rui Mota, Bernardo Fontes, Manuel Godinho, João Oliveira, Zé Leite, Eecion, Márcio Santos.

Treinador: Sérgio Machado.

Ação disciplinar: Cartão amarelo para George (25’), Mário Correia (28’), Sandro Fonseca (30’), Gil Barros (55’), Zé Leite (60’), Elísio (60’), Diogo Barbosa (72’), Aranha (76’).

Ao intervalo: 1-0.

Marcha do marcador: 1-0 por Miguel Silva (10’), 1-1 por Mário Correia (52’).

No regresso do Campeonato de Portugal, no último fim de semana, a Sanjoanense não foi além de um empate a uma bola na deslocação ao vizinho S. João de Ver.

Frente a um adversário que na última época subiu aos campeonatos nacionais, após a reestruturação das competições na sequência da pandemia, os alvinegros demonstraram algumas dificuldades nos momentos iniciais do encontro, situação que os locais aproveitaram para tentar assumir o comando da partida, acabando por chegar à liderança no marcador quando estavam decorridos apenas 10 minutos de jogo. Livre de marcação, Ká Semedo cruza para a área e Miguel Silva, de cabeça, abre o ativo. A Sanjoanense parecia querer recuperar da desvantagem e pouco depois Dinis Lopes afinava a pontaria com um remate de longe que acabou desviado para canto, mas foi o S. João de Ver, à passagem da meia hora, que podia ter chegado ao segundo, quando Vieirinha, a passe de Elísio, ganha vantagem sobre a defesa alvinegra, mas acaba travado em falta por Sandro Fonseca.

A cerca de 10 minutos do intervalo os alvinegros ainda criaram algum perigo de bola parada, com André Costa a não segurar um livre de Dinis Lopes, mas Rúben falhou a emenda que poderia dar a igualdade aos homens de S. João da Madeira.

O período de descanso parece ter feito bem aos homens de Sérgio Machado, que na segunda parte entraram a pressionar e não demoraram a chegar ao golo do empate. Com pouco mais de sete minutos de jogo, Zé Leite, perto da linha de fundo, remata contra o guardião da casa e Mário aproveita o desvio para, à boca da baliza, empurrar para o fundo das redes.

Com a igualdade o S. João de Ver procurou regressar ao comando da partida e apesar de algum domínio e oportunidades não voltaria a bater Diogo Almeida, que também viu a sua equipa chegar ao final do encontro sem mais nenhum golo.

No próximo fim de semana o campeonato sofre uma pausa para a realização da primeira eliminatória da Taça de Portugal, com a Sanjoanense a deslocar-se ao reduto do Ferreira de Aves.

Loading Facebook Comments ...

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here