Num mundo cada vez mais globalizado, é fundamental a importância do poder da comunicação nas relações entre pessoas, grupos e cultura e como isso pode ser utilizado na construção de sociedades mais inclusivas. É centrado nesta missão de contribuição para o desenvolvimento de competências na Língua Inglesa que a Lions Academy inaugurou, na passada segunda-feira, dia 14 de setembro, o seu novo centro de alto rendimento académico em S. João da Madeira.

De acordo com os responsáveis da escola, este novo espaço apresenta um projeto moderno e inovador, cujo objetivo se alicerça em dois eixos. O primeiro propósito baseia-se, sobretudo, nas aulas de Inglês (escrito e falado) com apoio e acompanhamento de professores altamente qualificados.

Testes periódicos, experiências linguísticas, diálogos permanentes, leituras, etc., estendem-se também no programa de ensino, para que, no final do ano letivo, ou sempre que necessário, os alunos terem de passar por exames rigorosos sob alçada da Universidade de Cambridge, no sentido de serem avaliados.

O segundo eixo passa pelo acompanhamento e auxílio dos alunos com dificuldades em outras matérias ou disciplinas, como, por exemplo, Português, Matemática, Ciências, Biologia, Física e Química, entre outras.

Trata-se, segundo Nuno Moutinho, CEO da Lions Academy, de “um conceito inovador que propomos aos nossos alunos nestas duas vertentes de ensino, tanto para a melhor aprendizagem da Língua Inglesa como para que estes possam atingir o sucesso em qualquer das outras disciplinas que frequentam”. Ou seja, a Lion Academy “é um centro de alto rendimento académico, onde o utente pode aprender, melhorar os seus resultados académicos, bem como divertir-se a explorar as suas competências”, referiu o diretor executivo do instituto, acrescentando ainda que o espaço “é também um local onde os alunos podem partilhar conhecimentos e melhorar as suas performances e aptidões de forma descontraída, surpreendente e inovadora na companhia de talentosos professores”. O espaço “conta com o apoio da Microsoft, pelo que cada aluno da Lions poderá instalar o Microsoft 365 nos seus gadgets, de forma gratuita”.

O espaço, ilustrado com imagens e frases de personalidades que marcaram o mundo, como Martin Luther King Jr., Nelson Mandela, William Shakespeare, Steve Irwin, Mahatma Gandhi e Dalai Lama, possui duas salas de aulas: uma com 22 lugares e outra com nove. O número de carteiras, segundo afirmou Nuno Moutinho, encontra-se reduzido, respeitando as normas de distanciamento social impostas pelas autoridades.

Para as professoras Angie e Ana Margarida, a Lions Academy acredita que o inglês é um instrumento essencial nas nossas vidas, que abre portas num mercado nacional e internacional. Os exames de Cambridge avaliam as quatro competências necessárias para compreender e comunicar em qualquer língua. O nosso objetivo é fazer com que os nossos alunos usem o inglês como a sua língua materna. Vivemos numa sociedade global, por isso vamos equipar a nossa comunidade para que ela se expresse com confiança e dê prioridade à importância da comunicação para garantir o sucesso!

Por sua vez, Lucy Bravo, diretora-executiva da Knightsbridge (Centro de Exames Platinum da Universidade de Cambridge), referiu que a globalização das sociedades na era moderna leva a que cada vez mais as pessoas se interessem por novas culturas e, para tal, procuram aperfeiçoar a língua universal mais abrangente: o Inglês.

Para além de realçar a importância da Língua Inglesa em todo o mundo, a diretora-executiva referiu ainda a “excelente forma de ensino que a Lions Academy proporciona aos seus alunos, culminando com os prestigiados certificados passados pelo melhor instituto inglês do mundo: a Cambridge English”. Lucy Bravo acrescentou ainda que “todos os alunos inscritos pela primeira vez na academia são sujeitos a testes de avaliação para serem enquadrados nos níveis da instituição”.

Situada bem no centro da cidade, no número 83 da Rua Alão Morais, a nova escola, com porta de entrada para o exterior da via, cumpre “as recomendações da Direção-Geral da Saúde e as melhores práticas internacionais em espaços públicos” em termos sanitários, garantiu Nuno Moutinho, sublinhando também que, “a inauguração deste espaço veio contrariar, de forma positiva, toda a recessão económica e social que tem vindo a afetar o mundo, devido ao novo coronavírus: Covid-19.

Mas o cumprimento das normas de segurança da academia não ficam por aqui. Além do uso obrigatório de máscaras e desinfeção das mãos logo à entrada, as salas são também desinfetadas logo após cada aula com lâmpada UV e de ozono e os espaços comuns limpos várias vezes por dia.

Loading Facebook Comments ...

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here