Com um programa de atividades dirigido a diferentes públicos e idades

 

Numa Iniciativa conjunta do Conselho da Europa e da Comissão Europeia, cuja organização em Portugal é da responsabilidade da Direção-Geral do Património Cultural, pretende-se este ano sensibilizar os públicos para o papel e a importância que o património material e imaterial tem na Educação, para a importância desta no património, bem como para a riqueza e dinâmicas da sua relação na literatura, nas artes, nos monumentos, na dança, no teatro, na paisagem, nos jogos, nos museus, na fotografia, nos sítios arqueológicos ou na música, entre muitos outros.

Sendo uma das missões do Museu da Chapelaria e do Museu do Calçado dar a conhecer os patrimónios da indústria de chapelaria e do calçado, respetivamente, e de todo o universo que os rodeia, estes dois equipamentos culturais da cidade propõem um programa de atividades dirigido a diferentes públicos e idades. O objetivo é explorar a riqueza do património industrial, arquitetónico, cultural de S. João da Madeira, bem como das exposições e acervos temáticos de cada um dos espaços, avança a câmara em nota de imprensa remetida ao labor.

Deste modo, nesta sexta-feira e no sábado (25 e 26 setembro), às 11h00, com início do Museu da Chapelaria, realizam-se visitas ao património local, que darão a conhecer as zonas históricas do concelho, numa viagem de (re)descoberta pelo património histórico e arquitetónico que marcou a vida industrial da cidade e das histórias de vida que a ele se associam.

À tarde, o programa continua com duas visitas-jogo de descoberta do Museu da Chapelaria e do Museu do Calçado. Especialmente preparadas para famílias e grupos de amigos, haverá sessões às 14h00 e às 16h00.

Já no dia 27, será realizada uma visita-jogo às 11h00, no Museu da Chapelaria e, outra, às 16h00, no Museu do Calçado.

 

Aprendizagem e diversão

Procurando estender o espírito destas comemorações aos públicos mais fragilizados com o estado de contingência, como os seniores e públicos com deficiência, o Museu da Chapelaria e o Museu do Calçado irão entregar um jogo memória higienizável criado a partir das suas coleções.

Pretende-se combinar aprendizagem e diversão, reforçando, por um lado, os laços afetivos destes públicos para com patrimónios de referência na cidade, como o são os museus, a chapelaria e o calçado, mas, por outro, deseja-se que o jogo estimule a memória, a perceção visual, a linguagem e as emoções de cada um.

Não descurando a presença digital, ao longo destes três dias, as redes sociais de cada museu também irão dinamizar um conjunto muito diverso de propostas para todos os que não terão oportunidade de vir até S. João da Madeira.

Visitas orientadas, desafios pedagógicos, conhecer os acervos de cada museu são algumas das sugestões de atividade em que todos terão oportunidade de participar e que foram especialmente preparadas para serem desenvolvidas de forma a oferecer todas as condições de segurança que o atual estado de contingência impõe.

Cada uma das atividades presenciais está limitada a 10 vagas, requerendo inscrição prévia, através e-mail para museu.chapelaria@gmail.com ou museudocalcado.sjm@gmail.com.

 

 

 

Loading Facebook Comments ...

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here