CR Ferreira de Aves, 0 – AD Sanjoanense, 1

Jogo no Estádio do Montragão, Ferreira de Aves.

Árbitro: Rui Silva, auxiliado por Nuno Fraguito e Bruno Pereira (AF Vila Real).

CR Ferreira de Aves: André Lopes, Miguel Rodrigues, Leão (Gonçalo Santos 73’), Calhau, Nuno Binaia, Tiago Henriques, Ivo Xina, Rafael Almeida (Leandro Brilhante, 83’), Zé Henrique, Luís Cardoso, Rui Felisberto.

Suplentes: Carlos Bastos, Leonardo Brilhante, Marco Chaves, Gonçalo Santos.

Treinador: Rui Almeida.

AD Sanjoanense: Diogo Almeida, Daniel, Sandro, Rúben Pereira, Gil Barros, Barbosa, Ricardo (George, 45’), Paulinho (Dinis Lopes, 59’), Zé Leite (Márcio Santo, 70’), Jean, Élder Santana.

Suplentes: Rui Mota, Bernardo Fontes, Manuel Godinho, João Oliveira, Dinis Lopes, George, Márcio Santos.

Treinador: Sérgio Machado.

Ao intervalo: 0-0.

Ação disciplinar: Cartão amarelo para Ricardo (29’), Zé Henrique (59’).

Marcha do marcador: 0-1 por Élder Santana (93’ gp).

A Sanjoanense venceu na deslocação a Ferreira de Aves, mas foi preciso esperar pelo tempo de compensação para os alvinegros festejarem a passagem à segunda eliminatória da Taça de Portugal, com o único golo do encontro a surgir de grande penalidade.

Num jogo dividido e escasso em oportunidades, ao longo dos 45 minutos iniciais foram os locais que mais vezes surgiram junto da grande área alvinegra, mas foram os homens de Sério Machado que estiveram mais perto do golo e uma das melhores situações surgiu aos 36 minutos quando, na cobrança de um canto, Rúben, de cabeça, envia a bola à trave.

Já perto do intervalo a Sanjoanense reclamou uma grande penalidade sobre Élder Santana, mas o último lance de perigo antes do descanso coube ao Ferreira de Aves, com Sandro a cortar um passe que deixava Rui Felisberto em posição privilegiada para bater Diogo Almeida.

Na segunda parte o domínio dos alvinegros foi maior e por diversas vezes a equipa de S. João da Madeira chegou com perigo à baliza à guarda de André Lopes, que aos 81 minutos ia comprometendo o empate que se registava, quando numa reposição coloca a bola em Jean, que acabaria “desarmado” pela defesa local.

A festa alvinegra estava, no entanto, reservada para os minutos finais do encontro. Num ataque dos visitantes Élder Santana sofre uma carga à entrada da área e vê o árbitro da partida apontar para a marca de grande penalidade, que ele mesmo acabaria por converter.

Com este triunfo a Sanjoanense garantiu um lugar na segunda eliminatória da Taça de Portugal, onde vai defrontar, em casa, a 11 de outubro, o Canelas 2010. Entretanto, no próximo fim de semana, os alvinegros recebem o Vila Cortez num jogo a contar para a segunda jornada do Campeonato de Portugal.

Loading Facebook Comments ...

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here