Ricardo Mota não se recandidata à presidência da concelhia 

CDS-PP 

0
30

Mas mantém cargo de conselheiro nacional 

 

Em comunicado enviado ao labor, Ricardo Mota, presidente da Comissão Política (CPC) do CDS-PP de S. João da Madeira desde fevereiro de 2018, anuncia que não será candidato a um segundo mandato.

O ainda líder centrista justifica esta sua decisão com as recentes “alterações” na sua vida pessoal e profissional que “tornaram difícil a compatibilização com a atividade política local”. Para além disso, diz sentir que “o CDS-PP tem em S. João da Madeira pessoas [Gonçalo Soares e Manuel Correia] que têm a obrigação de se candidatarem à função de presidente da CPC por estarem eleitos na CPC Distrital do CDS-PP”.

De qualquer modo, e “não recandidaturas à parte”, garante que “manterei o cargo de conselheiro nacional, devido à sua grande exigência e por ser compatível com as minhas dinâmicas pessoais e profissionais”.

Agradecimentos

Ainda na nota informativa que remeteu à nossa redação, Ricardo Mota agradece às pessoas que o acompanharam e apoiaram neste mandato, nomeadamente a Bárbara Bernardo, Manuel Luís Almeida, António Belo, Rosa Ferreira e Carla Rainho. “Foi, sem dúvida alguma, um enorme orgulho – conforme sublinha – pertencer a esta equipa humilde, séria, colaborante e que sempre trabalhou, de forma empenhada e afincada, por uma cidade de S. João da Madeira melhor”.

Os seus agradecimentos estendem-se, também, ao deputado à Assembleia da República sanjoanense, João Pinho de Almeida, que, em seu entender, foi “incansável, mostrando-se sempre disponível, participante e sempre pronto a ajudar a sua/nossa cidade de S. João da Madeira”.

“Não foi uma decisão tomada de ânimo leve, mas sim de forma consciente e ponderada, sendo que acredito que neste momento, depois de ter sido enormemente sacrificada, a minha família deve ser o meu maior investimento.

S. João da Madeira é, sem qualquer dúvida, a melhor cidade do mundo, mas poderia ser muito mais e tudo farei dentro do meu alcance para que assim seja!”, remata Ricardo Mota.

Eleições ainda sem data

Questionado pelo labor sobre a data das eleições da concelhia, o atual presidente afirmou ainda não ter ideia de quando se realizarão. No entanto, acredita que “serão agendadas nas próximas duas semanas”.

Loading Facebook Comments ...

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here