Para atribuir já no próximo ano letivo a jovem de família acompanhada pelo seu Centro Comunitário

 

“É uma bolsa para promover a cidadania e as boas práticas, mas é sobretudo uma bolsa que diz a todos os jovens, independentemente da situação socioeconómica das suas famílias, que é possível alcançar sonhos”, disse Rita Pereira ao labor a propósito da bolsa de estudo que a Associação de Jovens Ecos Urbanos (AJEU) vai atribuir já a partir do próximo ano letivo.

Embora tenha sido tomada ainda pela direção anterior, esta decisão foi tornada pública, recentemente, “já com os novos órgãos sociais empossados para assinalar os 23 anos” da AJEU.

Bolsa terá o valor da anuidade de uma propina no ensino superior público

Segundo a presidente reeleita, o regulamento está em construção, mas “o objetivo é que um(a) jovem de uma família acompanhada pelo nosso Centro Comunitário possa ter um futuro mais feliz”. Trata-se, conforme adiantou ao nosso semanário, de “uma bolsa a atribuir a um(a) jovem que ingresse no ensino superior no próximo ano letivo, no valor da anuidade de uma propina no ensino superior público, e que pode ser prorrogada se o(a) jovem mantiver alguns pressupostos que constarão no regulamento”.

Para Rita Pereira, a ideia “não é só premiar o bom desempenho académico, mas sobretudo possibilitar a quem se destaca em áreas importantes no trabalho da Associação de Jovens Ecos Urbanos, por exemplo, no associativismo ou no voluntariado”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Loading Facebook Comments ...