Breves da reunião de câmara

0
68

Saudação Foi aprovado por unanimidade, em sede de executivo municipal, um voto de saudação aos três agrupamentos de escolas da cidade e ao CEI – Centro de Educação Integral pela participação nas comemorações do 94º aniversário da Emancipação Concelhia de S. João da Madeira. Trata-se de “um merecido reconhecimento” “pelo contributo para o conhecimento e a dignificação da história do concelho” dado por todos, resultado também de um trabalho feito em articulação com a câmara e a Assembleia Municipal, como sublinhou a vereadora da Educação, que foi quem apresentou a proposta.

Ainda a propósito, Irene Guimarães disse que a peça “Ecos do Passado” levada à cena pelo grupo teatral Serafins merecia “uma reposição”.

Louvor Também por unanimidade, a câmara aprovou um voto de louvor “aos jogadores, técnicos e dirigentes” do Grupo Recreativo e Cultural Dínamo Sanjoanense responsáveis pela subida ao escalão máximo nacional de futsal, a Liga Placard, para a época 2020/2021, “assim como ao próprio clube e à sua direção, pela forma como representaram, honraram e prestigiaram S. João da Madeira”.

A coligação PSD/CDS-PP associou-se a esta proposta da vereadora da Divisão de Desporto e Juventude, Rosário Gestosa. Mas não se ficou por aqui. Na ocasião, Paulo Cavaleiro defendeu que, num contexto de pandemia como o que nos encontramos, “temos de olhar para os apoios que a instituição necessita para fazer face às receitas que não conseguiu obter, não por falta de vontade ou por falta de determinação”, mas por força das circunstâncias atuais.

Em resposta, José Nuno Vieira começou por, “em nome pessoal”, dar os parabéns ao Dínamo. Depois, e já na qualidade de presidente da câmara em exercício, agradeceu a “preocupação” do vereador da oposição e assegurou que, em relação a um eventual reforço de apoio para além do que está previsto no contrato-programa desportivo, a Divisão de Desporto está a acompanhar a situação não só do Dínamo, mas também de outras associações. “Sempre que possível e necessário, tentaremos estar ao seu lado e dar o nosso apoio”, garantiu ainda.

Transportes escolares Esta última terça-feira, a câmara aprovou unanimemente a comparticipação de 50%, paga em forma de subsídio mensal, do transporte de dois alunos sanjoanenses que se encontram a estudar fora do concelho por aqui não haver os cursos pretendidos por ambos.

Um dos estudantes está a tirar o Curso Técnico de Desporto (12º ano) no Agrupamento de Escolas Soares Basto, em Oliveira de Azeméis, e o outro o Curso Especializado de Dança na Escola de Dança Ginasiano, em Vila Nova de Gaia.

Bolsas de estudo A câmara deliberou, por unanimidade, atribuir este ano letivo o número máximo de 50 bolsas de estudo a alunos do ensino superior residentes no concelho. As candidaturas, segundo avançou a vereadora da Ação Social, Paula Gaio, em sede de executivo municipal, abrem a 18 de outubro.

Quanto ao valor da bolsa, será decidido na “próxima reunião de câmara”, já com parecer da Divisão Jurídica, solicitado pela coligação PSD/CDS-PP para evitar “eventuais” “chatices no futuro”.

Voluntariado Na sequência de uma proposta apresentada há meses pela coligação PSD/CDS-PP, no sentido de fomentar o voluntariado em S. João da Madeira, foi aprovada unanimemente, esta última terça-feira, a atribuição de um apoio no valor de 2.643,44 euros à Associação de Jovens Ecos Urbanos, entidade coordenadora do Banco Local de Voluntariado (BLV), para contratação de um técnico superior. Este subsídio tem em vista apoiar a gestão do voluntariado do concelho.

Já a apresentação de um regulamento municipal de apoio ao voluntariado, seja feito pelo BLV, seja por outra estrutura, defendido pela oposição desde o primeiro minuto, ficará para mais tarde. Será remetida “proposta aos parceiros para se ouvir as entidades interessadas e, depois, se apresentar um regulamento em três meses”, disse o presidente da câmara em exercício, José Nuno Vieira.

Cartão Jovem Municipal Ainda nesta reunião de câmara foi deliberado por unanimidade submeter a consulta pública, pelo período de 30 dias, o projeto do novo Regulamento do Cartão Jovem Municipal.

A ideia da câmara é, segundo José Nuno Vieira, “dar um novo input ao cartão, revitalizá-lo por forma a que os mais jovens possam beneficiar dos benefícios”. Ainda de acordo com o presidente em exercício, e como já foi noticiado em edição anterior do labor, o cartão deixará de ser “físico” e passará a ser apresentado em suporte virtual através de App Cartão Jovem disponível na App Store e Play Store.

Para Paulo Cavaleiro (PSD/CDS-PP), projetos como este, “precisam de visibilidade constante”.

O Cartão Jovem Municipal (CJM), com validade de um ano, destina-se a todos os jovens residentes do concelho, com idades compreendidas entre os 12 e os 29 anos inclusive. Dará acesso a todas as regalias contempladas no Cartão Jovem Nacional e no European Youth Card.

Recorde-se que este relançamento do CJM, por parte da autarquia, tem o aval do Conselho Municipal da Juventude.

Doações As designers Donna Hartley e Joanne Jones e Silvia Fadó, neste momento com exposições nos museus da Chapelaria e do Calçado, respetivamente, doaram peças da sua autoria aos dois equipamentos culturais da cidade. A aceitação das doações (um toucado “Lanza” e um par de sapatos “Harmony”) foi aprovada por unanimidade na última reunião de câmara.

Loading Facebook Comments ...

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here