SC Beira-Mar, 2 – AD Sanjoanense, 0

Jogo no Estádio Municipal de Aveiro.

Árbitro: Paulo Raposo, auxiliado por Pedro Freire e Adelino Crespo (AF Santarém).

SC Beira-Mar: Gabriel Souza, João Nogueira, Edgar Almeida (Romário, 38’), Caio Sena, Mário Mendonça, Rui Sampaio, Elsinho (Manel Garruço, 77’), Diego Raposo, Pedro Aparício, Leandro Vieira (Michel Renner, 65’), Diogo Tavares.

Suplentes: João Frade, Miguel Anjos, Romário, Manel Garruço, Pedro Marques, Sydney Sylla, Michel Renner.

Treinador: Ricardo Sousa.

Sanjoanense: Diogo Almeida, Daniel (Aldair, 79’), Rúben, Godinho, Jota, Barbosa (Jean, 86’), Ricardo, Paulinho (Danso, 45’), Dinis (Zé Leite, 45’), Élder Santana, Márcio Machado (Sandro, 63’).

Suplentes: Rui Mota, Aldair, Sandro, Danso, Zé Leite, Jean, Eecion.

Treinador: Sérgio Machado.

Ação disciplinar: Cartão amarelo para Rúben (27’ e 61’), Barbosa (40’), Leandro Vieira (63’), Diogo Almeida (64’), Caio Sena (69’), Sandro (78’). Cartão vermelho para Rúben (61’)

Marcha do marcador: 1-0 por Mário Mendonça (73’ gp) e Michel Renner (92’).

Depois da goleada da jornada anterior, a Sanjoanense sofreu a primeira derrota da época perdendo na deslocação a Aveiro frente ao Beira-Mar, adversário que dominou grande parte do encontro e que viu o trabalho facilitado a meia hora do fim com a expulsão de Rúben.

Foram os locais que entraram a pressionar e logo aos dois minutos chegavam com perigo à baliza de Diogo Almeida, que com uma excelente intervenção negava o golo a Pedro Aparício e dava início a uma grande exibição e que acabaria por ser fundamental para que o resultado não fosse mais pesado. Instantes depois o médio aurinegro teve a segunda oportunidade nos pés, mas via o remate sair por cima da trave.

Era o Beira-Mar que mostrava mais trabalho e à passagem dos 11 minutos, numa investida pelo corredor esquerdo, um cruzamento em jeito de remate de Diogo Tavares junto à linha de fundo obriga Diogo Almeida a mais uma defesa apertada junto ao poste.

Cerca de oito minutos volvidos surgia o único lance de perigo dos alvinegros da primeira parte, quando Jota, após intercetar um ataque dos visitantes, serve Dinis que, longe da área, remata forte para uma primeira defesa de Gabriel Sousa, que recupera de imediato opondo-se à recarga de Élder Santana.

Aos 24 minutos o guardião alvinegro volta a destacar-se. Se na primeira tentativa Mário Mendonça viu o remate desviado pelo poste, na segunda Diogo Almeida negou o golo ao homem do Beira-Mar.

No regresso para a etapa complementar o jogo ficou mais equilibrado, mas aos 15 minutos os alvinegros sofriam um revés com a expulsão do capitão Rúben, que viu o segundo amarelo após uma falta sobre Diogo Tavares.

Reduzida a 10 elementos a Sanjoanense procurava anular as investidas do Beira-Mar, mas aos 73 minutos os alvinegros viram o trabalho ficar ainda mais complicado com o árbitro a assinalar grande penalidade por falta de Daniel sobre Diego Raposo. Mário Mendonça assumiu a responsabilidade e não desperdiçou a oportunidade para inaugurar o marcador.

Em vantagem os aurinegros mantiveram o controlo do encontro e a dois minutos do final do tempo regulamentar Diogo Almeida, com mais uma excelente intervenção, nega o golo a Michel Renner. Se na primeira oportunidade o guardião alvinegro levou a melhor na segunda o brasileiro aproveitou alguma confusão na grande área para fixar o resultado final.

No próximo domingo a Sanjoanense recebe a formação de Castro Daire.

Loading Facebook Comments ...

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here