Luís Correia entre os melhores diretores hoteleiros do país

0
370

Administrador do Golden Tulip foi o segundo classificado nesta categoria

Depois de estar entre os finalistas para o prémio de Melhor Diretor de Hotel dos Xénios 2020 – Prémios de Excelência na Hotelaria, Luís Correia, administrador do Golden Tulip em S. João da Madeira e responsável operacional do Grupo Flagworld, que tem 19 unidades hoteleiras em Portugal, foi o segundo classificado nesta categoria, deu a conhecer o próprio ao labor.

Os vencedores foram conhecidos no congresso da Associação dos Diretores de Hotéis de Portugal, realizado entre os dias 15 e 17 de outubro, em Évora.

“Num universo de mais de 1.000 gestores hoteleiros”, receber esta distinção é “um reconhecimento de mais de 20 anos de hotelaria”, afirmou Luís Correia ao nosso jornal.

Embora já tenha recebido vários prémios ao longo da sua carreira, o administrador do Golden Tulip destacou a importância deste por ser a sua estreia como finalista e por ter uma dimensão nacional.

Luís Correia tem 43 anos, é natural da Vila de Cucujães, pertencente ao concelho de Oliveira de Azeméis, e trouxe a marca Golden Tulip para S. João da Madeira em 2017.

Grupo mantém interesse em construir novo hotel na Avenida Dr. Renato Araújo

Apesar do impacto da pandemia no setor hoteleiro, “vamos continuar com a nossa intenção de fazer o investimento”, garantiu o administrador do Golden Tulip ao labor.

DR

A única mudança está na data de construção do novo hotel. O plano era começar a obra durante o verão deste ano, mas com todos os contratempos provocados pela pandemia passou “para o próximo ano”, adiantou Luís Correia.

Relembramos que o Grupo Flagworld, a que pertence o Golden Tulip, comprou em 2018 um terreno, entre as bombas de combustível Repsol e o Centro Comercial 8ª Avenida, na Avenida Dr. Renato Araújo, com o objetivo expandir uma outra marca de hotelaria.

Para aquele local está previsto construir um hotel de três estrelas da cadeia hoteleira Campanile, que na altura pertencia à Louvre Hotels, cuja responsabilidade de expansão da marca passou a ser do Grupo Flagworld há cerca de um ano.

Perante o novo contexto imposto pela pandemia, “tivemos que tomar decisões de gestão de imediato (em março) e temos ajustado essas decisões em permanência”, assumiu o administrador do Golden Tulip ao nosso jornal. Apesar de se viverem tempos marcados pela incerteza, “a nossa posição sobre a região leva-nos a acreditar que é uma região que passará confiança ao cliente para poder regressar em segurança e as empresas locais serem mais uma vez o arranque da economia local”, revelou Luís Correia ao labor.

Loading Facebook Comments ...

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here