Maior fatia do “bolo das despesas” foi para proteção e higienização

Covid-19 

0
72
DR

Câmara gastou cerca de 130 mil euros na compra de máscaras comunitárias e outros equipamentos

 

Dos 333.892,96 euros gastos pela câmara municipal no combate ao novo coronavírus até ao final de agosto, cerca de 130 mil foram para aquisição de equipamentos de proteção e higienização, incluindo “mais de 30 mil máscaras comunitárias destinadas à população, assim como 10.000 máscaras FP2 para IPSS, bombeiros e reserva da proteção civil, entre outros itens”, avançou o gabinete de comunicação do Município depois de questionado sobre o assunto pelo labor.

90 Mil euros para apoios sociais

Trata-se da maior fatia do “bolo das despesas”, seguindo-se logo 90 mil euros canalizados para apoios sociais – leia-se “reforço do Fundo de Emergência Social, compra de computadores para alunos carenciados”, etc..

A estes dois valores somam-se, ainda, aproximadamente 35 mil euros para alimentação, englobando “as refeições escolares que foram proporcionadas no período em que as aulas decorreram à distância, bem como a aquisição de alimentos para famílias carenciadas, entre outros”.

Quanto à informação à população, custou à autarquia perto de 13 mil euros. Falamos concretamente – conforme especificou o gabinete camarário – de divulgação de recomendações face à Covid-19 e de linhas telefónicas de apoio na comunicação social e noutros suportes de informação, entre outros itens”.

Nota ainda para outras despesas tidas com a realização de testes à Covid-19 (2.800 euros); material logístico diverso como roupa de cama, tendas, coletes refletores, etc., (13.800 euros), subsídio aos bombeiros voluntários no âmbito da Covid-19 (30 mil euros) e comparticipação na aquisição de ventiladores para o Centro Hospitalar de Entre o Douro e Vouga feita pela Associação de Municípios das Terras de Santa Maria (18.600 euros).

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Loading Facebook Comments ...