O Programa Nacional de Investimentos 2030 inclui a reabilitação e a modernização da Linha do Vouga, entre Espinho e Aveiro, que está estimada num investimento de 100 milhões de euros.

Para Jorge Sequeira, “este é um momento muito importante para a nossa cidade e para a região”, saudando “o Governo e, em particular, o ministro Pedro Nuno Santos, por esta opção estratégica” e realçando o “trabalho conjunto” desenvolvido neste âmbito da Associação de Municípios das Terras de Santa Maria (AMTSM).

O presidente da Câmara Municipal de S. João da Madeira considera como “extremamente ambicioso para a região” este investimento previsto para o período 2021-2025, em comunicado enviado pelo seu gabinete de comunicação à nossa redação.

“Contemplando a acessibilidade à Linha do Norte, através da melhoria da interface em Espinho, o projeto trará vantagens para a mobilidade das populações dos concelhos da AMTSM, tanto em direção ao Porto como a Aveiro, contribuindo para a descarbonização, ao reforçar a ferrovia como alternativa de transporte ambientalmente sustentável”, lê-se na comunicação camarária.

De acordo com a descrição do Programa Nacional de Investimentos 2030, “o projeto consiste na reabilitação e modernização de toda a extensão da Linha do Vouga, entre Espinho e Aveiro, mantendo a bitola métrica; esta solução permite o desenvolvimento da Linha do Vouga na malha urbana da região com atravessamento de várias localidades; a melhoria da qualidade do serviço permitirá aumentar significativamente a procura do transporte ferroviário nesta linha que atravessa várias zonas densamente povoadas; de forma a maximizar este potencial de atratividade será estudada a solução para melhoria da interface com a linha do Norte na zona de Espinho; e a manutenção da bitola métrica permite também manter e desenvolver a atividade do turismo ferroviário com a circulação de comboios históricos nesta linha e a valorização do património”.  Os principais benefícios deste investimento são “redução dos tempos de percurso; redução de emissões GEE e potenciação de novos serviços”, segundo o mesmo documento.

O Partido Socialista de S. João da Madeira também enviou em seu nome e no de Jorge Sequeira, presidente da câmara sanjoanense, da AMTSM e da Federação Distrital de Aveiro socialista, um comunicado ao labor onde saúda o Governo e o sanjoanense Pedro Nuno Santos por esta decisão. A novidade desta nova comunicação está na declaração pública do líder da concelhia socialista Rodolfo Andrade, para quem “a cidade ganhará maior centralidade com este investimento do Governo PS na ferrovia, desde logo na Linha do Vouga”.

Loading Facebook Comments ...

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here