CD Póvoa, 84 – AD Sanjoanense, 72

Jogo no Pavilhão Fernando Linhares de Castro, Póvoa de Varzim.

CD Póvoa: Diogo Gomes (3), Jorge Rodrigues, Ralfi Ansaloni (14), Nuno Oliveira (13), Guilherme Nunes, Miguel Barros, Kameron Williams (20), Rafael Costa, Miguel Rodrigues, Rui Coelho, Paulo Sereno, João Embaló.

Treinador: José Ricardo.

AD Sanjoanense: João Costa, Sílvio Rodrigues (11), Eduardo Guimarães (11), Daniel Couto, Rodrigo Lima (13), Tiago Ferreira, João Lucas (11), Gonçalo Lascasas, Miguel Reis (5), Renato Ribeiro (9), Scott Jr (12).

Treinador: João Tiago.

Parciais: 19-17; 19-18; 26-21; 20-16.

Depois da vitória, em casa, na jornada inaugural, a Sanjoanense cedeu na deslocação à Póvoa de Varzim, num encontro onde os alvinegros conseguiram uma primeira parte equilibrada, chegando ao intervalo com três pontos de desvantagem (38-35), mas na segunda metade os locais foram, aos poucos, distanciando-se no marcador.

O arranque da partida até se revelou equilibrado e muito embora tenha sido o Póvoa a inaugurar o marcador, com pouco mais de três minutos de jogo a Sanjoanense já liderava com cinco pontos de vantagem (2-7). A reação dos locais não demorou e foi por intermédio de Ralfi Ansaloni, que a par de Kameron Williams foi um dos melhores marcadores do encontro, que o Póvoa começou a encurtar a distância acabando por regressar à liderança, chegando ao final do primeiro período com dois pontos de vantagem.

No segundo quarto, depois de alguma superioridade dos homens de José Ricardo na zona de lançamento, ampliando ligeiramente a diferença (23-17), a Sanjoanense equilibrou o jogo e a pouco mais de dois minutos do intervalo apenas um ponto separava as duas equipas (31-32), mas na reta final um parcial de 6-3 permitiu ao Póvoa entrar na segunda parte a vencer por 38-35.

Logo no arranque do terceiro período Rui Coelho, com um lançamento de três pontos, complicava as contas à Sanjoanense, que viu os locais cavarem um fosso de 13 pontos aos cinco minutos. Os alvinegros arregaçaram as mangas e à entrada para o último quarto já tinham atenuado a desvantagem (64-56), postura com que arrancaram para os 10 minutos finais, chegando a reduzir por duas vezes a diferença para três pontos (67-64 e 69-66). Contudo, algumas falhas da Sanjoanense nos últimos cinco minutos e uma maior eficácia do Póvoa nos lançamentos acabaria por ditar os 84-72 finais.

No próximo dia 1 de novembro a Sanjoanense recebe, às 17h00, no Pavilhão Paulo Pinto, o Sampaense Basket.

Loading Facebook Comments ...

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here