Breves da reunião de câmara

0
63

Internet Os vereadores da oposição estão “preocupados” com “a capacidade da rede informática das escolas”, afirmou Paulo Cavaleiro, em nome da coligação PSD/CDS-PP, revelando ter conhecimento de que “quem tem resolvido os problemas são as associações de pais”, o que o levou a pedir a intervenção da câmara na resolução destes problemas. O presidente da câmara começou por esclarecer que “a rede de internet nas escolas é uma rede do Ministério da Educação” que “não permite que se coloquem redes paralelas nos estabelecimentos escolares”. De seguida, Jorge Sequeira assegurou, em seu nome e do executivo socialista que lidera, que “estamos a tentar resolver o problema, dialogando com o Ministério da Educação para melhorar a acessibilidade e a estrutura da rede”. Sendo ainda “de salutar” a iniciativa dos encarregados de educação”, referiu na reunião de câmara.

Subsídio A câmara aprovou por unanimidade a atribuição, à Santa Casa da Misericórdia de S. João da Madeira, de um subsídio no valor de 8.747, 50 euros, equivalente ao número de refeições excedentárias (3.499) servidas na Cantina Social durante os meses de agosto, setembro e outubro.

Em nome da coligação PSD/CDS-PP, Paulo Cavaleiro disse que continuavam a achar que o Governo devia voltar “a financiar este programa” e “libertar o Município deste custo”. O vereador da oposição defendeu ainda que Jorge Sequeira devia “alertar o seu Governo para corrigir alguns erros”.

Cabazes de Natal “Tendo em conta que se aproxima a época natalícia e que, por tradição, algumas instituições de cariz social do concelho oferecem a famílias carenciadas, devidamente acompanhadas e identificadas pelos respetivos serviços, um cabaz de Natal com bens de primeira necessidade”, o Município deliberou unanimemente a atribuição de um subsídio de 50 euros por cada cabaz, Isto, de forma a “minorar as despesas” que tal iniciativa representa para as ditas instituições como são os casos de, por exemplo, dos centros comunitários Porta Aberta da Santa Casa da Misericórdia de S. João da Madeira e da Associação de Jovens Ecos Urbanos.

À semelhança de outros Natais, este ano, apesar da pandemia, prevê-se a atribuição a atribuição de 500 cabazes, perfazendo um custo total de 25 mil euros.

Doação de autocarro Nesta reunião foi aprovada por unanimidade a aceitação da doação da junta de freguesia (JF) à câmara do antigo autocarro, assim como a revogação do acordo assinado em outubro de 2002 tendo em vista um subsídio de quatro mil euros “para fazer face às despesas decorrentes do funcionamento do veículo”.

De acordo com o presidente Jorge Sequeira, a autarquia cederá o autocarro agora doado pela JF à Associação Desportiva Sanjoanense.

Loading Facebook Comments ...

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here