Pode vir a ter alguma contrapartida material como a doação de obras

 

A renegociação dos protocolos com os colecionadores privados – Norlinda e José Lima e Treger Saint Silvestre – cujas coleções estão no Centro de Arte Oliva foi um dos assuntos abordados na entrevista dada pelo presidente da câmara, Jorge Sequeira, ao labor cuja publicação foi feita na edição anterior.

“Estamos em diálogo permanente com os colecionadores. A relação é uma relação muito flexível e muito colaborativa. Os colaboradores dão-nos apoios em muitas das nossas iniciativas”, disse Jorge Sequeira.

O labor sabe que desta renegociação pode resultar uma contrapartida material como a doação de obras das coleções ao Centro de Arte Oliva. Uma possibilidade confirmada pelo presidente da câmara depois de questionado pelo nosso jornal, mas sobre a qual não adiantou pormenores. “As negociações estão em curso. Já abordámos várias matérias com os colecionadores, mas não queria tornar público o processo negocial como é normal em todas estas ocasiões”, respondeu Jorge Sequeira ao nosso jornal.

 

Loading Facebook Comments ...

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here