Dínamo Sanjoanense, 5 – SC Braga/AAUM, 3

Jogo no Pavilhão das Travessas.

Árbitros: José Gomes e David Martins.

Dínamo Sanjoanense: Babas, Xavier Moreira, Válter Batista, João Carvalho, Diogo Tavares.

Suplentes: Rui Capelas, Chico Leitão, Nando Costa, Emídio Baptista, Franklin Neto, Tiago Silva, Rúben Mateus, Pedro Sousa.

Treinador. Luís Almeida.

SC Braga/AAUM: Vítor Hugo, Ricardo Lopes, Hebbert Bolt, Tiago Correia, Bruno Cintra.

Suplentes: Leandro Costa, Vítor Hugo, Fábio Neves, Samuel Marques, Nicolàs Lachaga, Gustavo Rodrigues, Miguel Ângelo, Xandoca, Cássio.

Treinador: Paulo Tavares.

Ao intervalo: 1-1.

Ação disciplinar: Cartão amarelo para Emídio Baptista (14’), Tiago Silva (19’), Ricardo Lopes (35’), Xavier Moreira (37’).

Marcha do marcador: 1-0 por Cássio (8’), 1-1 por Válter Batista (18’), 2-1 por Diogo Tavares (31’), 3-1 por Nando Costa (34’), 4-1 por Válter Batista (37’), 4-2 por Tiago Correia (38’), 4-3 por Nicolàs Lachaga (39’), 5-3 por Nando Costa (40’).

Depois de somar uma derrota (4-2) no jogo de quarta-feira, frente ao AD Fundão, referente à nona jornada, o Dínamo Sanjoanense alcançou, no sábado, a primeira vitória no campeonato ao vencer, por 5-3, a formação do SC Braga.

Com uma primeira metade dividida e várias oportunidades de parte a parte, era, no entanto, a formação visitante, talvez motivada pela vitória da jornada anterior, que procurava assumir o comando do jogo. E depois de algumas situações de perigo era o Braga que inaugurava o marcador num lance de bola parada, quando aos oito minutos Gustavo Rodrigues, em posição frontal, obriga Babas a defender para canto. Bruno Cintra bate a bola e Cássio surge rápido na área e, livre de marcação, desvia de cabeça fundo das redes.

Os homens de Paulo Tavares pareciam querer chegar ao segundo e foi o guardião do Dínamo que manteve o marcador inalterado praticamente até ao intervalo, altura em que os locais alcançaram a igualdade. Numa reposição pela linha lateral Válter Batista, à boca da baliza, assistido por Xavier Moreira, ainda vê a primeira tentativa travada pela defesa, mas na recarga atira para a igualdade.

Na segunda parte o Braga entrou melhor, mas foi o conjunto da casa que deixou os primeiros sinais de aviso quando, logo aos três minutos, Diogo Tavares, atento, aproveita a desmarcação de Válter Batista que, sem oposição, permite a defesa de Vítor Hugo. Pouco depois foi Pedro Sousa que na área e de costas para a baliza tenta desviar o passe de Válter Batista, mas a bola bate no poste.

À passagem da meia hora Diogo Tavares coloca o marcador novamente em movimento. Numa excelente jogada individual, o pivot desembaraçou-se de dois adversários e com um forte remate de frente para a baliza coloca o Dínamo em vantagem. A vencer, a equipa de Luís Almeida trabalhou para manter o comando do marcador e em pouco mais de cinco minutos surpreendeu o Braga ao colocar o resultado nos 4-1 com golos de Nando Costa e Válter Batista. A resposta dos visitantes foi igual e a um minuto do fim apenas um golo separava as duas formações. A vencer os locais procuraram segurar os três pontos e já nos últimos instantes do encontro, com o Braga a jogar com guarda-redes avançado, Nando Costa interceta um passe dos visitantes e aproveita a baliza deserta para encerrar a contagem.

No próximo sábado o Dínamo, que ontem à noite defrontou o ADCR Caxinas Poça Barca, jogo em atraso referente à quinta jornada, desloca-se ao recinto do Modicus.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Loading Facebook Comments ...