Águas Santas Milaneza, 33 – AD Sanjoanense/Delba, 27

Jogo no Pavilhão do Águas Santas.

Árbitros: Flávia Santos e Sara Pinto.

Águas Santas Milaneza: António Campos, Casco Campos, Fábio Teixeira, Ricardo Mourão, Pedro Marques (3), José Barbosa, Pedro Cruz (6), Craig Mcclelland, Mário Lourenço, Carlos Santos, Filipe Monteiro, Francisco Fontes (2), Mário Oliveira (8), Nuno Pereira (9), João Gomes (5), Henrique Carlota.

Treinador: José Silva.

AD Sanjoanense/Delba: Guilherme Novo (2), Francisco Silva (3), Miguel Cortinhas (4), Gonçalo Fernandes, Lucas Santana, Bruno Castro (1), Tiago Antunes (2), Orlando Correia, Guilherme Silva, Bruno Pinho (4), David Ferreira, António Devile, Jefferson Bastos (3), Vinícios Carvalho (8), Ricardo Pinho.

Treinador: Nuno Silva.

Ao intervalo: 18-14.

Com objetivos bem distintos, a deslocação a Águas Santas não se previa fácil para o conjunto de Nuno Silva, mas uma Sanjoanense motivada e aguerrida criou várias dificuldades ao adversário, que depois de uma primeira parte equilibrada só a meio do segundo tempo conseguiu ganhar distância significativa no marcador.

Com um início dividido e o cronómetro já nos dois minutos, foi a Sanjoanense, com a interceção de um passe dos locais, que abriu o ativo e conseguiu uma ligeira vantagem. Com algumas transposições rápidas entre a defesa e o ataque, o Águas Santas acabaria por dar a volta ao resultado, mas perante um adversário bem organizado defensivamente e um Lucas Santana em bom plano na baliza o conjunto orientado por José Silva não conseguiu distanciar-se no marcador, chegando mesmo a ver a formação de S. João da Madeira novamente na liderança (11-12). A vantagem dos alvinegros foi, no entanto, rapidamente desfeita e já nos últimos minutos da primeira parte um parcial de 4-1 permitiu ao conjunto da casa chegar ao intervalo com quatro golos de vantagem.

Com a Sanjoanense a atenuar a diferença (18-16) logo nos minutos iniciais da segunda parte, os homens de Nuno Silva mantiveram o jogo equilibrado até meio da etapa complementar, altura em que os visitantes sofreram um revés com a lesão de Francisco Silva. A partir daqui o Águas Santas ganhou vantagem, fruto também de um parcial de 4-0, e a oito minutos do final lideravam o marcador com oito golos de vantagem, diferença que os visitantes atenuaram até ao final da partida.

Nuno Pereira, do Águas Santas, foi o melhor marcador do encontro, com nove golos, logo seguido do colega de equipa Mário Oliveira, com oito, os mesmos conseguidos por Vinícios Carvalho, do lado da Sanjoanense.

O encontro do Próximo sábado, com o Boavista foi, entretanto, adiado.

Loading Facebook Comments ...

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here