METAPLASMOS (B)

Já que lhes falei de “pôr”,

Vou-lhes falar de “tirar”…

Sabem que de METAPLASMOS

É que lhe’ stou a falar.

Umas vezes acrescenta,

Outras toca a ir buscar.

Se se tira do início,

De AFÉRESE vamos tratar.

Ao falarmos à vontade,

Nós dizemos STOU, não é?

Mas ESTOU é que está certo,

AFÉRESE é o que é!

ENAMORAR era dantes…

Mas hoje é “só” NAMORAR…

Deu-se a AFÉRESE do E…

Foi só pra simplíficar…

NOJO já foi ENOJO

Mas tanto NOJO metia

Deu-lhe a AFÉRESE no E…

Já aí anda à luz do dia!!!

E… no meio? Acontece?

Também do meio se tira?

Se a SÍNCOPE dá na gente…

Na palavra não admira!

Pois se a LUA já foi luNa

E se meNsa é hoje MESA,

Uma SÍNCOPE lhes deu!

Assim mesmo! À Portuguesa!

Até os pobres dos CÃES

Já foram CANES, outrora,,,

Deu a SÍNCOPE ao triste N

E o que temos? CÃES agora…

Mas o bom é que estas SÍNCOPES

Não dão só à gente boa!

MALU veio a dar em MAU…

A SÍNCOPE não perdoa!!!

E então no fim das palavras

Estas quedas não se dão?

E por que não se dariam?

Não há qualquer proibição!!!

APÓCOPES lhes chamamos

E não nos dão protecção!

Pois se até o triste SANTO

Se vê reduzido a SÃO!

E mesmo o velhinho BONUM

Não é hoje mais que BOM!

Os METAPLASMOS reduzem

Tudo sem tom nem som!

Mas não se julgue… Oh! Não!

Por aqui se ficam os cortes!

Perante fúrias assim,

Nem há fracos nem há fortes…

Há uma D. HAPLOLOGIA

Que até nos faz gaguejar!

Caso especial de SÍNCOPE!

SEMIMÍNIMA = SEMÍNIMA,

E BONDADOSO = BONDOSO…

Ávida! Voraz! Gulosa!

Apetite… monstruoso!

IDOLOLATRIA fica

Reduzida a IDOLATRIA

E VAIDADOSO a VAIDOSO!

Quem pode sobreviver

A alguém assim tão guloso?!

DR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Loading Facebook Comments ...