Depois de cerca de três semanas sem competir, no passado fim de semana a equipa sénior da APROJ voltou a entrar em campo para uma jornada dupla, acabando batida pelas adversárias pela margem máxima nas duas partidas (0-3). Tanto o CA Madalena como o CD Fiães demonstraram maior experiência e rotinas bem estabelecidas e foram um obstáculo demasiado difícil de ultrapassar para as atletas de S. João da Madeira.

Face à inexperiência da equipa nas divisões competitivas e também por todos os impedimentos que a pandemia tem imposto ao clube, a prestação da APROJ não foi a melhor.

Já as juniores também não conseguiram bater a turma do AR Canidelo, apresentando-se a jogo com algumas baixas devido ao isolamento profilático. Em comparação com o primeiro jogo da época, a APROJ apresentou-se com uma prestação regular, cometendo menos erros e mostrando todo o seu valor e potencial.

Sem nunca deitar a toalha ao chão, o conjunto de S. João da Madeira venceu o terceiro sete por 27-25, recuperando de um resultado desfavorável de 23-21. Contudo, no quarto set a equipa entrou relaxada e permitiu ao Canidelo descolar-se no marcador (6-1). Vantagem que deu conforto e estabilidade à turma visitante e que causou alguma desilusão e ansiedade às aprojianas, que não conseguiram discutir o resultado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Loading Facebook Comments ...