Mesmo num “ano atípico” como este, “as pessoas estão ainda mais solidárias e mobilizadas para ajudar o próximo”, disse ao labor a presidente Rita Pereira

Ao todo, em 2020, foram escritas e disponibilizadas para apadrinhamento 42 “Cartas ao Pai Natal”, mais quatro do que em 2019.

Segundo a presidente da direção da Ecos Urbanos, associação de jovens de S. João da Madeira que promove esta iniciativa solidária desde 2012, mesmo num “ano atípico” como este, “as pessoas estão ainda mais solidárias e mobilizadas para ajudar o próximo”. “A pandemia, que ceifou centenas de vidas e de empregos e que nos fez adiar a vida, não adiou nem ceifou os sonhos e desejos das crianças das famílias apoiadas pelo nosso Centro Comunitário e, sobretudo, não adiou nem ceifou a solidariedade”, disse ao labor Rita Pereira, para quem as “Cartas ao Pai Natal” foram, “mais uma vez, um sucesso!”.

As “Cartas ao Pai Natal” têm como principal objetivo mobilizar a comunidade na concretização dos sonhos de Natal das crianças de famílias acompanhadas pelo Centro Comunitário da Associação de Jovens Ecos Urbanos. Trata-se de um momento único para as crianças e de partilha e solidariedade para os padrinhos e madrinhas.

À data de 14 de dezembro faltavam apadrinhar cinco cartas.

APADRINHAR, TAMBÉM, UMA FAMÍLIA

À semelhança de outros eventos, também o “icónico” Jantar de Solidariedade foi cancelado devido à Covid-19. De acordo com a líder diretiva, ainda “foram equacionadas algumas alternativas, mas face ao agravamento generalizado da situação pandémica no nosso país e, particularmente, em S. João da Madeira, considerou-se não estarem reunidas todas as condições para que este momento fosse assinalado”.

Este é, no entender de Rita Pereira, “um dos eventos mais importantes” para a Associação de Jovens Ecos Urbanos, “porque é onde reunimos os nossos amigos e parceiros e onde angariamos fundos para a nossa organização, nomeadamente para a campanha ‘Apadrinhe Esta Ideia’”.

Aliás, a propósito desta última campanha, a responsável lembrou que a sua associação “apoia diariamente centenas de famílias, pelo que todos os que quiserem contribuir para a nossa causa podem fazê-lo em qualquer momento”.

Recorde-se que “Apadrinhe Esta Ideia” pretende garantir o acesso à alimentação (saudável e variada e como Direito Humano fundamental), à saúde (farmácia), à educação (material escolar), à habitação (despesas de água, luz e gás), à cultura (saídas culturais – seguro e bilhetes), às famílias economicamente vulneráveis, de forma regular ou pontual. Famílias cujo número, devido à pandemia, aumentou. No período de março a julho de 2020, houve mais 73 agregados familiares em acompanhamento, num total de 187 pessoas, 54 das quais com menos de 18 anos de idade.

Os interessados em ajudar podem apadrinhar uma família específica com um apoio mensal (duração semestral ou anual), através de um valor proporcional à dimensão do agregado. Podem ainda doar para o apoio geral que a Ecos Urbanos atribui sem especificar uma família em concreto.

OFICINA DE ARTISTAS PARTICIPA NA PROGRAMAÇÃO DE NATAL ONLINE DA CÂMARA

No dia 23 de dezembro, pelas 21h00, a Oficina de Artistas leva a “palco” digital a peça “Noite à Maneira…em S. João da Madeira”. “Não é um medley, não é uma mixórdia de temáticas, é o Especial Natal da Oficina de Artistas», explicou Rita Pereira.

A peça em vídeo poderá ser vista na página do Facebook da câmara e está inserida na programação municipal “A Magia do Natal”.

 

JOVENS DO CENTRO COMUNITÁRIO PRODUZEM CURTA METRAGEM

Esta última segunda-feira, a Associação de Jovens Ecos Urbanos deu início ao projeto “Nós, frame por frame”, cujo financiamento provém de um apoio pontual do PAJ – Programa de Apoio Juvenil, do IPDJ – Instituto Português do Desporto e Juventude.

Segundo Rita Pereira, este projeto consiste na produção de uma curta metragem, através de um workshop para cerca de 10 jovens do Centro Comunitário, entre os 15 e os 18 anos de idade, acompanhados por dois artistas e formadores na área do cinema.

Ainda de acordo com a presidente da direção, o filme será construído de raiz, desde a história, imagens e edição vídeo, bem como todas as componentes de produção. Tudo isto ao longo de 23 sessões de uma hora e meia.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Loading Facebook Comments ...