A Staruplo, uma empresa incubada na Sanjotec – Parque de Ciência e Tecnologia de S. João da Madeira desde março deste ano, acaba de obter certificação e financiamento da Agência Espacial Europeia (ESA) pela criação de uma plataforma digital que permite obter e cruzar informação a partir de satélites da ESA, que auxilia na implementação de políticas e estratégias de desenvolvimento sustentável, avança a autarquia em nota remetida ao labor. 

Reunido com os três jovens fundadores da Staruplo, Jonathan Torres, Carlos Travassos e Vítor Hugo Ribeiro, e acompanhado pelo “vice” José Nuno Vieira, o autarca Jorge Sequeira referiu, na ocasião, que esta notícia, “além de consolidar a afirmação da Sanjotec enquanto ecossistema empresarial de vanguarda, serve também de exemplo positivo para todos os jovens empreendedores que tenham ideias tecnologicamente inovadoras associarem a Sanjotec à oportunidade de as desenvolver e as lançar no mercado”. Desta reunião, segundo o comunicado camarário, saíram possibilidades de cooperação entre o Município e a empresa.

Este projeto tem garantido um financiamento de 50 mil euros da ESA e apoio técnico durante os próximos dois anos, através de um programa que visa apoiar startups que usem tecnologias e dados da indústria espacial com elevado potencial. A plataforma utiliza dados do satélite “Copernicus” e aplica técnicas de última geração no seu processamento.

Para Jonathan Torres, da Staruplo, “o desenvolvimento deste tipo de projetos é muito exigente. No entanto, estamos confiantes que vamos alcançar bons resultados, esta plataforma será uma ferramenta indispensável para quem pretende obter desenvolvimento sustentável atualmente e no futuro”.

Loading Facebook Comments ...

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here