CP Sobreira, 0 – AD Sanjoanense, 7

Jogo no Pavilhão Ernesto Silva, da Casa do Povo da Sobreira.

Árbitro: José Manuel Pereira (AP Porto).

CP Sobreira: Simão Loureiro, Nuno Leal, Luís Santos, Joel Oliveira, Nuno Santos.

Suplentes: Hugo Sousa, Filipe Coelho, João Silva, Nuno Silva, Bruno Teixeira.

Treinador: Alfredo Teixeira.

AD Sanjoanense: Marco Lopes, Pedro Rego, Facundo Navarro, Xavier Cardoso, Hugo Santos.

Suplentes: Tiago Freitas, Alex Mount, Tiago Almeida, João Cruz, Pedro Cerqueira.

Treinador: Vítor Pereira.

Ao intervalo: 0-5.

Ação disciplinar: Cartão azul para Alex Mount (38’), Hugo Santos (39’), Pedro Cerqueira (46’), Joel Oliveira (49’).

Marcha do marcador: 0-1 por Hugo Santos (40’’), 0-2 por Hugo Santos (2’), 0-3 por João Cruz (15’), 0-4 por Facundo Navarro (16’), 0-5 por Alex Mount (20’), 0-6 por Pedro Cerqueira (29’), 0-6 por Facundo Navarro (49’).

Faltas: CP Sobreira, 14 | AD Sanjoanense, 9.

A Sanjoanense garantiu a passagem aos 16 avos de final da Taça de Portugal ao golear o Sobreira por 0-7, num jogo onde os alvinegros deixaram a partida praticamente sentenciada na primeira parte ao conseguirem cinco dos sete golos do encontro.

Frente a um adversário que milita na 3ª Divisão, precisamente na mesma série onde a Sanjoanense compete com a equipa B, a formação que viajou de S. João da Madeira teve uma deslocação relativamente tranquila ao concelho de Paredes e com o arranque do encontro deixou claras as suas intenções. Os visitantes não demoraram a fazer estragos e com dois minutos de jogo já tinham batido Simão Loureiro por duas vezes com dois golos de Hugo Santos assistido por Facundo Navarro. O primeiro surgiu logo aos 40 segundos ao desviar para o fundo das redes um cruzamento do argentino à boca da baliza enquanto o segundo apareceria momentos depois numa jogada bastante semelhante.

O trabalho não se antevia fácil para o Sobreira, mas a equipa da casa tentou reagir e Nuno Santos ainda teve uma boa ocasião para bater Marco Lopes, mas a diferença entre as duas formações era notória e com a Sanjoanense a controlar o jogo, seriam os visitantes a chegarem novamente ao golo, quando à passagem do quarto de hora João Cruz, em combinação com Alex Mount, amplia a vantagem. Os locais ainda se refaziam do terceiro e viam os homens de Vítor Pereira chegar ao quarto, já depois de Nuno Silva não conseguir bater Marco Lopes de grande penalidade. Facundo Navarro aproveita um passe de Alex Mount, vindo da esquerda, para entrar pela área de baliza e fazer o quarto, vantagem que João Cruz não conseguiu ampliar pouco depois ao desperdiçar um livre direto. Quem não desperdiçou foi Alex Mount, que a quatro minutos do intervalo, assistido por Hugo Santos, remata forte e colocado fora do alcance de Simão Loureiro.

Na segunda parte o ritmo do encontro não sofreu grandes alterações. O domínio continuou a pertencer aos alvinegros, que aos quatro minutos ampliaram a vantagem por intermédio de Pedro Cerqueira. Ao longo da etapa complementar o Sobreira ainda desperdiçou três lances de bola parada para reduzir a desvantagem, diferença que a Sanjoanense aumentou no último minuto da partida com Facundo Navarro, frente ao guardião local, a fechar a contagem.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Loading Facebook Comments ...