Valadares Gaia FC, 0 – AD Sanjoanense, 1

Jogo no Complexo Desportivo de Valadares.

Árbitro: Márcio Torres, auxiliado por Emanuel Rocha e Hugo Gomes (AF Viana do Castelo).

Valadares Gaia FC: Rui Vieira, Diogo Sousa, Valdeci, Tomazi, Vítor Lobo, Celsinho, Didi, Fábio Vieira, Bruno Alves, Ricardo Barros, Abdoull Tanko.

Suplentes: Pedro Carvalho, Gaby Faria, Igor Rocha, Midana Sambu, Zé Gomes, Santiago Hernández, Yesid Valbuena.

Treinador: André Ribeiro.

AD Sanjoanense: Diogo Almeida, Aldair, Rúben, Godinho, João Oliveira, Barbosa, Ricardo, George, Paulinho, Zé Leite, Élder Santana.

Suplentes: Rui Mota, Sandro, Dinis, Danso, Mário, Moussa.

Treinador: Sérgio Machado.

Ao intervalo: 0-1.

Ação disciplinar: Cartão amarelo para Rúben (27’), George (33’), Abdoull Tanko (34’), Ricardo Barros (36’), Danso (73’ e 82’), Aldair (88’), Márcio (89’). Cartão vermelho para Danso (82’), Santiago Hernández (84’).

Marcha do marcador: 0-1 por Ricardo (10’).

Depois de dois empates, a Sanjoanense regressou às vitórias na deslocação a Valadares com um golo solitário de Ricardo, conseguido nos primeiros minutos do encontro.

Com uma boa entrada, cedo os alvinegros deixaram claro que a intenção era vencer o jogo e logo aos quatro minutos Élder Santana deixava ao aviso ao surgir junto ao poste direito e a passe de um colega remata às malhas laterais.

O Valadares ainda viu Celsinho atirar por cima da trave, mas o lance que acabaria por ditar o desfecho da partida surgia à passagem dos 10 minutos, quando num cruzamento para o coração da área Ricardo, à boca da baliza, desvia de cabeça para o fundo das redes uma assistência de Godinho.

Os locais procuraram reagir à desvantagem e ganharam algum ascendente e posse de bola e o jogo ficou mais dividido, mas sem conseguirem criar grande perigo para a baliza à guarda de Diogo Almeida, que aos 39 minutos ainda viu Tomazi surgir em boa posição junto ao lado esquerdo e a cruzar para o interior, mas sem qualquer apoio o lance “morreu” na defesa alvinegra.

Já perto do intervalo, e depois de Élder Santana ter perdido uma bola à entrada da área contrária, Rúben sobe no terreno para um cruzamento de Paulinho, mas o cabeceamento do defesa sai direto às mãos de Rui Vieira.

O Valadares regressou do intervalo com uma postura mais ofensiva, mas foi a Sanjoanense que logo aos quatro minutos teve uma boa oportunidade para ampliar a vantagem, quando num cruzamento longo da direita Zé Leite serviu Élder Santana ao segundo poste que atirou de cabeça para uma boa defesa do guardião local.

Ainda que com mais posse de bola, foi preciso esperar para os 20 minutos finais para se assistir às melhores ocasiões do Valadares, que de rajada criou uma série de situações de perigo. A melhor surgiu aos 79 minutos e levava selo de golo quando Ricardo Barros, em resposta a um cruzamento longo de Celsinho para o coração da área, cabeceia à trave da baliza à guarda de Diogo Almeida.

Até ao final da partida o marcador não sofreria mais alterações, tendo os 10 minutos finais sido disputados com ambas as equipas reduzidas a 10 elementos depois das expulsões de Danso, por acumulação de amarelos, e de Santiago Hernández, que viu vermelho direto.

Para hoje estava agendada a receção ao Anadia, mas, entretanto, o jogo foi adiado para 20 de janeiro devido a casos positivos de Covid-19 no plantel da formação visitante.

Loading Facebook Comments ...

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here