AD Sanjoanense/Rokefil, 31 – AC Salreu, 15

Jogo no Pavilhão das Travessas.

Árbitros: Rafael Rebelo e Artur Gonçalves.

AD Sanjoanense/Rokefil: Ana Vaz, Ramona Oliveira, Maria Leite (10), Ana Durães (1), Ana Silva (7), Andreia Fernandes (6), Ana Ribeiro (2), Francisca Silva, Suelma Soares, Inês Alves (1), Ana Rocha, Ingrid Rodrigues (4).

Treinador: Cláudio Alves.

AC Salreu: Cátia Nunes, Fabrícia Ribeiro (3), Francisca Almeida, Cristiana Oliveira (3), Ana Claro (3), Márcia Garcia (1), Mariana Duarte (5), Inês Ribeiro, Rosa Dias.

Treinador: Pedro Leite.

Ao intervalo: 10-4.

A Sanjoanense venceu o Salreu e garantiu mais três pontos importantes rumo ao objetivo da equipa. Sem realizar uma grande exibição, o conjunto alvinegro não teve, no entanto, dificuldades para ultrapassar a formação visitante, que ao longo da partida não conseguiu apresentar grandes soluções para furar o bloco defensivo das atletas de S. João da Madeira, que, com uma entrada algo atípica, precisaram de quase três minutos para desbloquear o marcador. O Salreu ainda restabeleceu a igualdade (1-1), mas aos poucos a Sanjoanense foi melhorando e, apoiada por uma defesa agressiva e um adversário algo perdulário na finalização, foi-se distanciando no marcador, chegando ao intervalo com seis golos de vantagem.

No arranque da segunda parte o Salreu parecia querer entrar na discussão do resultado, mas a Sanjoanense reagiu e com uma defesa mais subida rapidamente travou as ambições das visitantes. Aos poucos as alvinegras, com contra-ataques rápidos, apoiados por passes longos que permitiam remates da linha de seis metros praticamente sem oposição, foram-se distanciando no marcador, acabando por vencer sem grandes dificuldades uma partida onde Maria Leite foi a principal dor de cabeça para as visitantes ao contribuir com 10 dos 31 golos apontados pela Sanjoanense. Do lado do Salreu a melhor marcadora foi Mariana Duarte, com cinco golos.

De referir que já na passada quinta-feira, dia 17 de dezembro, a Sanjoanense havia vencido (22-20), num jogo extremamente equilibrado, a formação do Alavarium, numa partida de atraso referente à primeira jornada.

Com este encontro a equipa alvinegra entra agora num período de paragem regressando em janeiro com dois jogos consecutivos, defrontando dia 9 o Oliveira de Frades e a 10 o ACD Monte.

Loading Facebook Comments ...

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here