Covid leva a desdobramento da assembleia de voto de

S. João da Madeira no próximo dia 24 

 

A assembleia de voto de S. João da Madeira (SJM) para as eleições presidenciais de 24 de janeiro desdobra-se em 20 secções, que vão funcionar em seis edifícios diferentes, devido ao atual contexto da Covid-19. Além do Fórum Municipal – que era onde tradicionalmente se concentrava o ato eleitoral – haverá mesas de voto na Casa da Criatividade, escolas básicas e secundárias (EBS) Oliveira Júnior, Dr. Serafim Leite e João da Silva Correia e ainda no antigo ciclo preparatório, atualmente EBS de SJM.

A decisão foi tomada pelo presidente da câmara, após consultar a autoridade de saúde local, no âmbito da Subcomissão Municipal de Proteção Civil que continua a reunir regularmente, e também depois de falar com os líderes dos partidos políticos com assento na Assembleia Municipal. Teve também “o apoio e a concordância dos diretores dos [três] agrupamentos de escolas”, conforme garantiu Jorge Sequeira na última reunião de câmara, depois de o assunto ter vindo a público no período de antes da ordem do dia pela voz de Paulo Cavaleiro.

Segundo o vereador da coligação PSD/CDS-PP, face à situação pandémica, “é importante que a câmara dê o seu contributo para que a abstenção seja atenuada o máximo possível”. “Muitos sanjoanenses não saberão [à data de hoje] que vai haver alteração nas mesas de voto”, alertou o social-democrata, para quem fazer “chegar um folheto informativo à casa de todos não é assim um investimento tão grande” para a edilidade.

“Apelo à câmara para que olhe para este assunto” “com uma lógica diferente, de um contributo [acrescido] para a democracia”, não se cingindo às “publicações tradicionais na imprensa e outras informações”, apelou, ainda, Paulo Cavaleiro. 

TUS levará eleitores aos vários locais de voto

“Aproveitando a centralidade e a facilidade de estacionamento”, vão ser colocadas três secções de voto no Fórum Municipal e duas na Casa da Criatividade. Para além destas, existirão quatro secções na “Oliveira Júnior”, quatro na “Serafim Leite”, quatro na “João da Silva Correia” e três na EBS de SJM.

De acordo com Jorge Sequeira, está a ser preparada toda uma “operação logística” nunca antes vista. Isto, “com bastante tempo, com muita cautela, para evitar ao máximo a abstenção. Queremos que votem, mas que votem em segurança”, exortou o autarca.

E, precisamente nesse sentido, “vamos criar um circuito do TUS [Transporte Urbano de S. João da Madeira] que neste dia irá passar por estes locais de voto”, adiantou o edil, acrescentando: “Temos [também] uma equipa que está a estudar a sinalética, os circuitos, dentro destes edifícios, de forma a que as regras de distanciamento e segurança sejam acauteladas”. E no dia das eleições “vamos ter, junto do edifício da câmara, equipas preparadas para dizer às pessoas onde é a sua secção de voto”.

Para além disso, “está a ser preparada uma campanha de divulgação junto da população”. Aliás, “o departamento de comunicação já tem instruções nesse sentido” e já começou a ser feita divulgação na página do Facebook da câmara.

Oportunamente, será divulgada no site, nas redes sociais do Município e na imprensa local, a distribuição dos eleitores por ordem alfabética pelas respetivas mesas. Nessa altura, “iremos reforçar ainda mais a comunicação”, assegurou Jorge Sequeira, , não pondo de fora a hipótese da entrega de folhetos informativos na casa dos munícipes sugerida pela oposição.

Loading Facebook Comments ...

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here