Dínamo Sanjoanense, 1 – Viseu 2001, 5

Jogo no Pavilhão das Travessas.

Árbitros: José Moreira e Rúben santos.

Dínamo Sanjoanense: Babas, Chico Leitão, Xavier Moreira, Nando Costa, João Carvalho.

Suplentes: Bruno Moreira, Rui Capelas, Careca, Emídio Baptista, Pedro Gomes, Rúben Mateus, Pedro Sousa.

Treinador: Luís Almeida.

Viseu 2001: Bruno Filipe, Caio Santos, Russo, Lukinhas, Rafa Stocker.

Suplentes: João Silva, Matheusinho, Lucas Amparo, Amândio Ferreira, Ezequiel Reis, Daniel Ramos, Kiko, Alexandre Lopes.

Treinador: Paulo Fernandes.

Ao intervalo: 1-2.

Ação disciplinar: Cartão amarelo para Russo (15’), João Carvalho (18’), Emídio Baptista (25’).

Marcha do marcador: 0-1 por Lukinhas (5’), 0-2 por Lukinhas (6’), 1-2 por Nando Costa (18’), 1-3 por Matheusinho (32’), 1-4 por Lukinhas (36’), 1-5 por Rafa Stocker (38’).

O Dínamo Sanjoanense, que recentemente viu dois dos seus reforços para a esta época saírem (Baião e Franklin Neto), entrou em 2021 com uma derrota frente ao Viseu 2001.

Apesar dos maus resultados que têm acompanhado a equipa, que soma apenas uma vitória e dois empatea em 15 jornadas realizadas, o conjunto de S. João da Madeira nunca baixou os braços, mas a formação forasteira foi mais eficaz e começou cedo a fazer estragos. Aos cinco minutos Lukinhas, que pouco antes aqueceu o pé com um remate ao lado, inaugurava o marcador. O brasileiro praticamente não deu tempo os homens de Luís Almeida para se recomporem e no minuto seguinte, com um remate de fora da área e que ainda bate Pedro Sousa, traindo Babas, bisava na partida.

Com seis minutos de jogo e dois golos de desvantagem, o Dínamo tentou equilibrar a partida e depois de Pedro Gomes tentar um remate que acabou nas mãos de Bruno Filipe, aos 18 minutos Nando Costa reduzia a diferença, concluindo da melhor forma uma recuperação de bola de João Carvalho.

Até ao intervalo o marcador não voltaria a sofrer alterações, mas a equipa de Viseu esteve perto do terceiro, com o guardião Bruno Filipe, numa investida de ponta a ponta, a rematar ao poste depois de ultrapassar quatro homens da casa.

Na segunda parte esperava-se uma reação do Dínamo e a equipa de Luís Almeida até conseguiu manter o jogo equilibrado, mas as melhores ocasiões continuavam a pertencer ao conjunto forasteiro que, depois de ver Rafa Stocker atirar ao poste e Babas defender o remate a e recarga de Caio Santos, resultado de um mau alívio de Xavier Moreira, acaba por chegar ao terceiro. Num ataque pela ala esquerda, Luís Amparo aproveita a desmarcação de Matheusinho que, à entrada da área, desvia para o fundo das redes.

Com dificuldades para inverter o marcador, a cinco minutos do fim Luís Almeida lança Chico Leitão como guarda-redes avançado, mas a opção não se revelou acertada e o resultado ficou ainda mais pesado, com os golos de Lukinhas e Rafa Stocker nos últimos quatro minutos do encontro.

No próximo dia 10 o Dínamo recebe o Burinhosa, depois da deslocação de ontem a Lisboa para defrontar o SL Benfica, num jogo antecipado da 17.ª jornada.

Loading Facebook Comments ...

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here