FC Porto, 5 – AD Sanjoanense, 3

Jogo no Dragão Arena, Porto.

Árbitros: Joaquim Pinto (AP Porto) e José Manuel Pereira (AP Porto).

FC Porto: Xavier Malián, Rafa, Xavier Barroso, Reinaldo Garcia, Gonçalo Alves.

Suplentes: Tiago Rodrigues, Giulio Coco, Ezequiel Mena, Poka, Carlo Di Benedetto.

Treinador: Guillem Cabastany.

AD Sanjoanense: Tiago Freitas, Alex Mount, Pedro Cerqueira, Xavier Cardoso.

Suplentes: Marco Lopes, Tiago Almeida, João Cruz, Pedro Rego, Facundo Navarro.

Treinador: Vítor Pereira.

Ao intervalo: 2-2.

Marcha do marcador: 0-1 por Alex Mount (5’), 1-1 por Gonçalo Alves (11’), 2-1 por Carlo Di Benedetto (18’), 2-2 por Tiago Almeida (21’), 3-2 por Gonçalo Alves (32’), 4-2 por Guilio Coco (36’), 4-3 por Alex Mount (36’), 5-3 por Carlo Di Benedetto (45’).

Faltas: FC Porto, 15 | AD Sanjoanense, 8.

A Sanjoanense perdeu, no passado dia 30 de dezembro, na deslocação ao Dragão Arena para defrontar o FC Porto em jogo de atraso referente à 11.ª jornada, mas o triunfo dos locais, que chegaram a estar em desvantagem, só foi conseguido na segunda parte.

Num jogo entre duas equipas com objetivos bem distintos, os portistas provavelmente não esperavam encontrar grandes dificuldades na receção ao conjunto de S. João da Madeira, mas os alvinegros entraram bem no jogo e apesar de algum ascendente dos homens de Guillem Cabastany, foram os visitantes que inauguraram o marcador quando se cumpriam os primeiros cinco minutos. Com uma transição rápida, Alex Mount aproveita a assistência de João Lima para bater Xavier Malián.

A resposta dos azuis e brancos surgia pouco depois. Xavier Barroso lança o FC Porto no contra-ataque e com um passe para Gonçalo Alves vê o colega de equipa movimentar-se para a frente da baliza e a repor a igualdade, que Carlo Di Benedetto viria a desfazer minutos mais tarde com um remate em rotação.

A Sanjoanense, que por várias vezes testou a atenção de Xavier Malián, acabaria por restabelecer a igualdade a poucos minutos do intervalo, quando num ataque rápido, que apanhou a defesa portista descompensada, Tiago Almeida, já em desequilíbrio, desvia para o fundo das redes um passe de Xavier Cardoso.

No regresso dos balneários entrou melhor a equipa da casa, que depois de algumas ameaças, colocava-se novamente em vantagem. Xavier Barroso atira de longe para a defesa de Tiago Freitas, mas a bola sobra para Gonçalo Alves que, na recarga, aponta o terceiro. Quatro minutos volvidos Guilio Coco ampliava a vantagem ao desviar um passe de Rafa.

A Sanjoanense não se deu por vencida e a resposta surgiu segundos depois, com Alex Mount a isolar-se frente a Xavier Malián e a bater, pela segunda vez, o guardião espanhol.

Com o jogo relançado, os homens de Vítor Pereira lutavam para o empate, mas foi FC Porto que fechou a contas quando a cinco minutos do fim Carlo Di Benedetto bisou na partida.

No próximo dia 9 a Sanjoanense cumpre a 14.ª jornada com a deslocação a Riba d’Ave.

Loading Facebook Comments ...

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here