Até ao dia de ontem já tinham acolhido oito filhos de trabalhadores de serviços essenciais

 

Após reunião, realizada no passado dia 22, entre os responsáveis pelas direções dos agrupamentos de escolas (AE), a câmara e ainda as IPSS (Instituições Particulares de Solidariedade Social) que prestam serviço às crianças que se encontram na primeira infância, está em funcionamento, desde a última segunda-feira, a Rede de Escolas de Acolhimento, para receção e acompanhamento dos filhos ou outros dependentes a cargo de trabalhadores de serviços essenciais.

Em S. João da Madeira, numa primeira fase, está a funcionar apenas a Escola Básica (EB)/Jardim de Infância (JI) do Parque, pertencente ao AE Dr. Serafim Leite, podendo se juntar a esta – se a procura o justificar – a EB/JI de Carquejido (AE João da Silva Correia) e a EB/JI do Espadanal (AE Oliveira Júnior).

Até ontem, quarta-feira, segundo dados avançados pelo gabinete de comunicação da autarquia, estavam a frequentar a EB/JI do Parque cinco crianças, dos 3 aos 12 anos de idade.

Associação de Apoio à Educação é a creche disponível

Também nestes primeiros dias, a creche da Associação de Apoio à Educação, afeta ao CEI – Centro de Educação Integral, é a creche de referência no concelho sanjoanense para acolher filhos dos trabalhadores que têm de manter a sua atividade profissional presencialmente nesta fase pandémica. Até ontem, recebeu três crianças no âmbito da Rede de Escolas de Acolhimento.

A Associação de Apoio à Educação faz parte da lista de 21 creches do distrito de Aveiro que se encontram de portas abertas.

Entende-se por trabalhadores de serviços essenciais profissionais de saúde, das forças e serviços de segurança e de socorro, incluindo os bombeiros voluntários e das forças armadas; trabalhadores de instituições, equipamentos sociais ou de entidades que desenvolvam respostas de carácter residencial de apoio social e de saúde às pessoas idosas, pessoas com deficiência, crianças e jovens em perigo e vítimas de violência doméstica; trabalhadores de serviços de gestão e manutenção de infraestruturas essenciais, bem como de outros serviços considerados fundamentais.

 

33 Refeições servidas no primeiro dia

O Município, através da Divisão de Educação, está a assegurar o serviço de refeições, em regime de take-away, a partir da EB/JI do Parque, a todos os alunos dos escalões A e B, cujos pais se inscreverem para o efeito.

Na passada segunda-feira, foram servidas 33 refeições, número que aumentou para 35 esta última quarta-feira.

Os encarregados de educação dos alunos filhos de trabalhadores de serviços essenciais, bem como dos alunos dos escalões A e B interessados no serviço de refeições devem contactar o respetivo professor ou educador titular de turma.

Loading Facebook Comments ...

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here