Que deverá começar na próxima semana

A nova etapa da vacinação contra a Covid-19 está prevista arrancar no início da próxima semana no Agrupamento de Centros de Saúde (ACeS) Entre o Douro e Vouga II – Aveiro Norte, onde estão abrangidos os concelhos de S. João da Madeira, Oliveira de Azeméis e Vale de Cambra, adiantou o seu diretor Miguel Portela ao labor.

Nesta nova etapa da vacinação, que arranca este mês de fevereiro e prolonga-se ao longo de março, vão ser abrangidas as pessoas com idade igual ou superior a 50 anos com pelo menos uma das seguintes patologias: insuficiência cardíaca, doença coronária, insuficiência renal ou doença respiratória crónica sob suporte ventilatório e/ou oxigenoterapia de longa duração.

Além dos profissionais das Forças Armadas, forças de segurança, serviços críticos e titulares de órgãos de soberania e altas entidades públicas, desde o dia 1 de fevereiro que também estão incluídas as pessoas com 80 ou mais anos.

Por esta razão, a câmara municipal decidiu “afetar quatro trabalhadores” para dar “apoio logístico”, uma vez que o ACeS “não tem recursos humanos para essa tarefa”, revelou o presidente da câmara ao longo da reunião do executivo realizada esta terça-feira por videoconferência, assinando nesse mesmo dia um despacho sobre o assunto.

De acordo com Jorge Sequeira, a câmara tem vindo “a preparar” com o ACeS o processo de vacinação de toda a população, sendo esta uma situação que tem sido alvo de “avaliação, estudo e devida programação”. “A vacinação tem de ser preparada para que corra bem”, mas “infelizmente temos vindo a assitir a um conjunto de atitudes negativas sobre esta matéria”, lamentou Paulo Cavaleiro em nome da coligação PSD/CDS-PP.

O presidente da câmara aproveitou o momento para avisar a população que “todos os cuidados são necessários” porque “continuamos numa situação muito difícil e crítica”. Como o concelho continua “a estar muito afetado” pela Covid-19, “temos de equacionar outras soluções”, considerou Paulo Cavaleiro, sugerindo que “testar a população podia ser uma forma de apanhar muitos casos não detetáveis”. O vereador da oposição assumiu ainda que “mais importante” que testar a população seria testar com regularidade as pessoas dos grupos de risco e a comunidade escolar quando voltar ao ensino presencial. Apesar da questão já ter sido discutida com a Autoridade de Saúde Local, “não deu indicação para isso”, logo “não se equacionou fazer teste a toda a população”, revelou o presidente da câmara. Jorge Sequeira também recordou os testes rápidos feitos à Santa Casa por iniciativa da câmara com o apoio do Centro Médico da Praça e a operação de testes levada a cabo pelo Governo, em articulação com a câmara, à mesma instituição, à CERCI, à ACAIS e aos Bombeiros.

O presidente da câmara voltou a não considerar a testagem nas escolas até porque “o Governo decidiu fazer testes rápidos em escolas dos concelhos de risco extremamente elevado”, onde S. João da Madeira já esteve, mas não se encontra atualmente. Esta é uma situação que “iremos avaliar permanentemente”, concluiu Jorge Sequeira.

18 pessoas já foram vacinadas na CERCI

Segunda dose é administrada a partir da próxima semana

A primeira fase do Plano de Vacinação contra a Covid-19 começou a 5 de janeiro para profissionais, residentes e utentes em Estruturas Residenciais para Pessoas Idosas, instituições similares e de profissionais e utentes da Rede Nacional de Cuidados Continuados Integrados. A primeira dose da vacina foi administrada nos dias 20 e 21 de janeiro a nove utentes e a nove funcionários afetos ao Lar Residencial da CERCI. Já a segunda dose está prevista ser tomada a partir do dia 11 de fevereiro, confirmou a diretora técnica Dulce Santos ao labor.

Misericórdia só avança com vacinação depois de recuperar dos surtos

Os surtos Covid-19 tornam “inelegíveis à vacinação” os utentes do Lar de Idosos São Manuel, da Casa de Repouso e da UCCI. “Todavia, porque estes surtos estão em superação (de resto, já não há casos de utentes infetados em dois destes equipamentos), temos a expectativa de ser contactados logo após a declaração de ´alta´ pela Autoridade de Saúde”, adiantou Vítor Gonçalves, diretor de serviços da Santa Casa, ao nosso jornal.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Loading Facebook Comments ...