As escolas de S. João da Madeira retomaram a atividade letiva, em regime não presencial, no início desta semana. Um dia depois, 9 de fevereiro, o presidente da câmara, Jorge Sequeira, e a vereadora da Educação, Irene Guimarães, visitaram a EB1 do Parque.
Esse estabelecimento de ensino funciona como escola de acolhimento para os filhos ou outros dependentes a cargo de profissionais de serviços essenciais, como profissionais de saúde, das forças e serviços de segurança e de socorro, incluindo os bombeiros voluntários, e quem desempenha outras atividades definidas no artigo 3.º do Decreto n.º 3-D/2021 de 29 de janeiro (https://dre.pt/pesquisa/-/search/155903273/details/maximized).
Os autarcas inteiraram-se também da forma como decorre o serviço de refeições que aí é prestado a esses alunos, bem como os almoços que são disponibilizados em regime de “takeaway” a outras crianças que deles necessitam, oferta que se mantém desde que a suspensão das aulas presenciais no quadro das medidas de combate à propagação da Covid-19.
Para além da EB1 do Parque do Agrupamento de Escolas Dr. Serafim Leite, também estão definidas como escolas de acolhimento as restantes sedes dos agrupamentos João da Silva Correia e Oliveira Júnior e como creche a Associação de Apoio à Educação.
Para qualquer necessário esclarecimento, deverá ser contactado o docente titular de turma, o diretor de turma ou a Câmara Municipal de S. João da Madeira através do email educacao@cm-sjm.pt.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Loading Facebook Comments ...