AD Castro Daire, 1 – AD Sanjoanense, 1

Jogo no Complexo Desportivo de Castro Daire.

Árbitro: Renato Gonçalves, auxiliado por Rui Fernandes e Francisco Cerveira (AF Guarda).

AD Castro Daire: Pedro Gonçalves, Tomé Mendes, Sumaila Mané (Pedro marado, 84’), Luís Henrique, Luís Pedro (Márcio Santos, 72’), Paulo Oliveira, Fred Lopes (Carlitos, 84’), Rui Cardoso, Luís Barry, Yoshiaki Kikuchi (Luís Paiva, 84’), Marcel Ribeiro.

Suplentes: Tomás Correia, Edu Leal, Carlitos, Pedro Marado, Hugo Parente. Márcio Santos, Luís Paiva.

Treinador: Vasco Almeida.

AD Sanjoanense: Diogo Almeida, Aldair, Sandro, Rúben, Godinho, Jota, George (Rui Mota, 90’+5’), Paulinho (Gil Barros, 64’),Tarciso (Danso, 64’), Zé Leite (Thiago Nonato, 90’), Élder Santana.

Suplentes: Rui Mota, Gil Barros, Danso, Mário, Thiago Nonato, Márcio, Jean.

Treinador: Sérgio Machado.

Ao intervalo: 0-1.

Ação disciplinar: Cartão amarelo para Godinho (62’), Luís Henrique (67’), Márcio Santos (77’), Danso (80’), George (89’).

Macha do marcador: 0-1 por Paulinho (26’), 1-1 por Marcel Ribeiro (90’+9’ gp).

Cartão vermelho para Diogo Almeida (90’+3’).

Depois do empate em casa com o Beira-Mar, a Sanjoanense voltou a dividir pontos na deslocação a Castro Daire. Os alvinegros estiveram à frente no marcador durante grande parte do encontro, mas já em tempo de compensação um erro de Diogo Almeida, que acabou por ver o cartão vermelho, resultou numa grande penalidade que os locais aproveitaram para restabelecer a igualdade.

O início foi dividido, mas um ligeiro ascendente dos alvinegros dava indícios do que poderia vir a ser uma boa exibição do conjunto que viajou de S. João da Madeira. E foi Paulinho que começou a dar trabalho a Pedro Gonçalves, mas o remate do médio, pouco antes dos 10 minutos, saiu fraco e sem dificuldade para o guardião local, que pouco depois via o colega adversário destacar-se entre os postes do lado contrário com Diogo Almeida a negar o golo a Rui Cardoso.

Seria, no entanto, a Sanjoanense a chegar ao golo ao 25 minutos. Paulinho surge no corredor central livre de marcação e assistido por Élder Santana avança pela grande área e com um remate certeiro inaugura o marcador.

Os locais tentaram reagir à desvantagem e pouco depois da meia hora deixaram os visitantes em sobressalto. Luís Henrique, com um passe longo, descobre Luís Barry no coração da área, mas o avançado do Castro Daire não conseguiu dar o melhor desfecho à jogada. A resposta da Sanjoanense surgiu de imediato numa jogada semelhante, mas com Élder Santana a mostrar pontaria mais acertada e que acabou por levar a uma excelente intervenção de Pedro Gonçalves.

Se a chuva não facilitava o jogo de ambas as equipas, o nevoeiro intenso que entretanto surgiu trouxe mais dificuldades para a segunda parte do encontro, onde o Castro Daire criou mais perigo, nomeadamente em lances de bola parada. Foi assim que aos 54 minutos os locais criaram uma boa ocasião, com um remate de Rui Cardoso, na sequência de um pontapé de canto, a acabar perdido no coração da área até que Aldair afastasse o perigo.

Com o encontro a caminhar para o final, Marcel Ribeiro ainda atirou ao lado da baliza de Diogo Almeida, na cobrança de um livre a poucos metros da grande área, mas seria já em tempo de compensação que o marcador voltaria a sofrer alterações, num lance em que a defesa alvinegra não está isenta de culpas.

Luís Barry aproveitou alguma passividade do setor mais recuado dos visitantes para tentar ganhar a posse de bola dentro da área, e é Diogo Almeida que, após falhar a interceção, agarra o homem da casa. Com o vermelho exibido ao guardião alvinegro, Sérgio Machado sacrificou George para a entrada de Rui Mota, que não conseguiu evitar que Marcel Ribeiro restabecesse a igualdade na conversão da grande penalidade, num jogo que teve 14 minutos de tempo extra fruto das sucessivas interrupções.

No próximo sábado a Sanjoanense recebe a formação do SC Espinho.

Loading Facebook Comments ...

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here