Está instalada na Avenida do Brasil, junto aos campos de ténis 

O Município acaba de dar mais uma resposta no âmbito das políticas públicas centradas no bem-estar animal. Primeiro, na cerimónia da tomada de posse da Provedora Municipal dos Animais e, depois, nesta última reunião de câmara, Jorge Sequeira anunciou a instalação da primeira colónia de gatos controlada de S. João da Madeira na Avenida do Brasil, junto aos campos de ténis e da Associação Desportiva Sanjoanense.
O equipamento já existe no local (como se pode ver na foto) e, como adiantou o vice-presidente da câmara ao labor, custou 2.400 euros.

Reduzir a população felina silvestre é o objetivo

Mediante a aplicação do programa CED – captura, esterilização, devolução, pretende-se controlar a colónia de gatos e reduzir a população felina silvestre, através de um método ético e eficaz.
Ana Couto é, conforme também avançou ao nosso jornal José Nuno Vieira, a cuidadora registada responsável pelo bem-estar dos gatos, devendo assegurar a limpeza do local, bem como a alimentação nos locais autorizados e a vigilância clínica periódica dos mesmos em articulação com a médica veterinária municipal.
A esta munícipe sanjoanense cabe manter atualizada toda a informação necessária à colónia, incluindo o registo de todas as saídas ou entradas de novos animais na colónia, devendo assegurar, em articulação com a veterinária da autarquia, que a dimensão da colónia não ponha em causa a tranquilidade da vizinhança, bem como a salubridade, a saúde pública e a segurança de pessoas, animais e bens.
A cuidadora é chamada a colaborar com a edilidade no encaminhamento de gatos que estejam ou venham a estar à sua guarda, com vista à promoção da sua adoção. E à câmara municipal (CM) cabe a responsabilidade de identificação, esterilização, desparasitação e cumprimento das medidas profiláticas necessárias.
Trata-se de um projeto-piloto que está a ser levado a cabo pela CM em parceria com a Ani São-João e pessoas que fazem voluntariado. Vai ser implementado naquela zona, avaliado e só quando estiver estabilizado é que “vai ser estendido a todo o concelho”, conforme já noticiado em edição anterior do nosso jornal.

Loading Facebook Comments ...

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here