Lusitânia de Lourosa, 1 – AD Sanjoanense, 1

Jogo no Estádio do Lusitânia de Lourosa.

Árbitro: Humberto Teixeira, auxiliado por Vasco Sousa e João Martins (AF Porto).

Lusitânia de Lourosa: Wilson Soares, Marlon Rangel, Rui Silva, Gil Dias, Serginho, Diogo Cunha (Joel Silva, 66’), Paulo Tavares (Idris Mandiang, 86’), Edgar Abreu, Paulo Grilo (Rafa Fontes, 77’), Frederic Maciel, Jaime Poulson.

Suplentes: Gabriel Miotti, Dinis Pinto, Rui Rainho, Idris Mandiang, Ministro, Joel Silva, Rafa Fontes.

Treinador: Henrique Nunes.

AD Sanjoanense: Diogo Almeida, Aldair, Rúben, Godinho, Gil Barros, Barbosa, Danso (Sandro, 69’), Zé Leite (Márcio, 39’), Mário (Jota, 73’), Nonato, Sam Silvera (Paulinho, 50’).

Suplentes: Bradley, Sandro, Jota, Paulinho, Tarcísio, Márcio, Jean.

Treinador: Sérgio Machado.

Ao intervalo: 0-0.

Ação disciplinar: cartão amarelo a Marlon Rangel (18’), Edgar Abreu (40’), Paulinho (90’+2’) Gil Barros (90’+4’).

Marcha do marcador: 1-0 por Frederic Maciel (48’), 1-1 por Barbosa (62’).

Com a deslocação a Lourosa, a Sanjoanense somou o quarto empate consecutivo, e o 11.º no campeonato. Num jogo entre dois adversários diretos, o mau tempo que se fez sentir não ajudou à exibição das duas equipas, que só na segunda parte conseguiram mexer no marcador, com os locais a abrirem o ativo e os alvinegros a responderem com a igualdade, que se manteria até ao final.

Entrou melhor a formação da casa, que procurou assumir o controlo da partida e por várias vezes chegou com perigo à baliza alvinegra, onde Diogo Almeida mostrou-se seguro entre os postes e foi mantendo o nulo no marcador. Se perto do quarto de hora o guardião alvinegro negou o golo a Jaime Poulson, aos 30 minutos valeu-lhe a falta de pontaria de Diogo Cunha, depois de afastar para a frente um cruzamento de Frederic Maciel.

As melhores oportunidades foram pertencendo ao Lourosa, mas o intervalo acabaria por chegar sem alterações no marcador, que viria, no entanto, a entrar em funcionamento logo nos momentos iniciais da segunda parte. Com três minutos de jogo e numa transição rápida, Frederic Maciel, a passe de Diogo Cunha, solta-se da marcação e já dentro da área aproveita o afastamento de Diogo Almeida dos postes para, com um chapéu, bater o guardião alvinegro.

A desvantagem obrigou a Sanjoanense a reagir com os locais a procurarem subir no terreno de jogo e a aposta surtia efeito aos 62 minutos, na sequência de pontapé de canto. Gil Barros bateu para o primeiro poste, Godinho desvia e Barbosa, de cabeça, faz o golo da igualdade.

Com o empate o Lourosa voltou a pegar no jogo, mas o marcador não voltaria a sofrer alterações, ainda que aos 74 minutos Paulo Grilo tenha tido uma boa ocasião, não fosse o remate sair fraco e à figura de Diogo Almeida, que pouco depois viu os locais reclamar uma grande penalidade.

No próximo domingo a Sanjoanense recebe o Lusitano de Vildemoinhos.

Loading Facebook Comments ...

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here