AD Sanjoanense, 3 – Lusitano de Vildemoinhos, 0

Jogo no Estádio Conde Dias Garcia.

Árbitro: Tiago Sá, auxiliado por Fábio Rodrigues e Nuno Sá (AF Porto).

AD Sanjoanense: Diogo Almeida, Aldair, Rúben, Godinho (Sandro, 61’), Gil Barros, Barbosa (Danso, 53’), George, Sam (Jean, 67’), Nonato (Mário Correia, 61’), Élder Santana, Márcio Machado (Eecion, 67’).

Suplentes: Rui Mota, Sandro, Jota, Jean, Mário Correia, Danso, Eecion.

Treinador: Sérgio Machado.

Lusitano de Vildemoinhos: Ruca, Gonçalo Lixa, Calico, Leal (Jake, 79’), Ursos (Tiago Almeida, 79’), Zé Francisco (Mauro Santos, 53’), Braz (Sena, 69’), Luís Almeida, Raphael Almeida, Xandão, Anael (Dare, 53’).

Suplentes: Tony, Mauro Santos, Jake, Tiago Almeida, Sena, Dare, Rui Oliveira.

Treinador: Paulo Mendes.

Ao intervalo: 1-0.

Ação disciplinar: Cartão amarelo para Xandão (4’ e 8’), Barbosa (23’), Gonçalo Lixa (45’), Ursos (55’), Sandro (62’), Gil Barros (71’). Cartão vermelho para Xandão (8’).

Macha do marcador: 1-0 por Élder Santana (9’ gp), 2-0 por Sam (46’), 3-0 por Aldair (51’).

Depois de quatro empates consecutivos, a Sanjoanense regressou aos triunfos na receção ao Lusitano de Vildemoinhos, adversário que chegou a S. João da Madeira a precisar de pontuar para fugir aos lugares de despromoção. A equipa do concelho de Viseu ainda procurou bater-se de igual para igual, mas pouco depois dos cinco minutos iniciais começava a desenhar-se o desfecho da partida, com os alvinegros a chegarem à vantagem e os visitantes a ficarem reduzidos a 10 elementos. Em superioridade numérica, a Sanjoanense controlou o jogo e no início da etapa complementar construía o resultado final.

Entraram melhor os homens de Sérgio Machado, que perto dos seis minutos inauguravam o marcador de grande penalidade, quando na cobrança de um pontapé de canto George sofre falta dentro da área. Élder Santana não desperdiçou a oportunidade para colocar a Sanjoanense em vantagem, mas na preparação para a marcação do castigo Xandão acaba expulso por acumulação de amarelos por uma suposta agressão a Barbosa.

Apesar da inferioridade numérica, os visitantes tiveram uma boa reação, mas foi a Sanjoanense que controlou o jogo e que mais perto esteve de voltar a marcar, contudo, até ao intervalo, o marcador não sofreria mais alterações.

Se na primeira parte os alvinegros não demoraram a marcar na segunda os locais fizeram ainda melhor e o arranque da etapa complementar começou praticamente com o segundo da Sanjoanense, com Sam em posição frontal e à entrada da área a rematar de pé direito fora do alcance de Ruca.

Os homens da casa queriam mais e embalados pelo golo não demoraram a chegar ao terceiro. Aldair, após uma investida pelo corredor direito, combina com Márcio e já dentro da área e de ângulo fechado atira para o fundo das redes. Pelo meio Nonato ainda enviou uma bola ao poste da baliza visitante.

A vantagem deu tranquilidade à Sanjoanense, que foi controlando o jogo perante um Lusitano que praticamente não conseguiu incomodar o guardião Diogo Almeida, que só em tempo de compensação viu os visitantes criarem algum perigo, quando num ataque rápido Sena, pressionado pela defesa, acaba por rematar fraco e sem dificuldades para o guardião local.

Já antes Ruca foi chamado a sair da área, mas só à segunda conseguiu afastar um passe longo que deixava Élder Santana isolado e em boa posição para bisar na partida.

Com este resultado a Sanjoanense mantém-se na quinta posição, mas ganhou vantagem sobre o Beira-Mar que empatou (1-1) na receção ao SC Espinho.

No próximo sábado os alvinegros deslocam-se a Anadia, atual líder da Série D.

Loading Facebook Comments ...

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here