Anadia FC, 0 – AD Sanjoanense, 2

Jogo no Estádio Eng. Sílvio Henriques Cerveira.

Árbitro: João Pinho, auxiliado por Alcino Soeira e Carlos Andrade (AF Aveiro).

Anadia FC: Manuel Gama, Tiago Melo, Tiago Correia, Diogo Costa, Nivaldo Santos (Hugo Muxa, 80’), Hélder Castro (David Brás, 80’), Zé Lopes, Pedro Silva (Ricardo Barros, 46’), Cicero (Pedro Simões, 55’), Leonardo Borges (Nuno Pereira, 46’), Fausto Lourenço.

Suplentes: Pedro Simões, Simão Fernandes, Hugo Muxa, David Brás, Nuno Pereira, Ricardo Barros, Tiago Borges.

Treinador: Miguel Valença.

AD Sanjoanense: Diogo Almeida, Aldair, Rúben, Godinho Gil Barros, Barbosa (Danso, 67’), George, Thiago Nonato (Mário Correia, 74’), Élder Santana, Márcio (Jota, 81), Sam (Paulinho, 81’).

Suplentes: Rui Mota, Jota, Paulinho, Danso, Mário Correia, Eecion, Jean.

Treinador: Sérgio Machado.

Ao intervalo 0-1.

Cartão amarelo para Nuno Pereira (51’), Paulinho (90’+6’). Cartão vermelho para Manuel Gama (52’).
Marcadores: Élder Santana (33’), Paulinho (90’+2’).

Foi preciso esperar pela 19.ª jornada para o Anadia sofrer a primeira derrota em casa no campeonato e foi a Sanjoanense que a impôs. Os alvinegros já não perdem desde outubro, naquele que é, até ao momento, o único desaire na prova dos homens de Sérgio Machado, e apesar do bom momento de forma do conjunto de S. João da Madeira não se esperavam facilidades na deslocação a Anadia já que pela frente estava o atual líder da série D.

Mas uma Sanjoanense organizada e batalhadora acabaria por vencer num jogo em que o triunfo dos visitantes começou a ser desenhado por Élder Santana pouco depois da meia hora. Na segunda parte, e já em inferioridade numérica, depois da expulsão do guardião, o Anadia ainda acreditou que podia chegar à igualdade, mas Paulinho, já em tempo de compensação, confirmava a primeira derrota caseira dos homens de Miguel Valença.

Com um início equilibrado, foram os locais que procuraram assumir as despesas do jogo e não tardaram a chegar com perigo à baliza de Diogo Almeida, que logo nos minutos inicias negou o golo a Pedro Silva. Os bairradinos ainda voltaram a ameaçar por intermédio de Fausto Lourenço, mas seria a Sanjoanense, que aos poucos ganhou ascendente, a fazer estragos. Se aos 24 minutos Manuel Gama negou o golo a Márcio, aos 33 o guardião do Anadia não conseguiu impedir o primeiro dos alvinegros, quando Barbosa, atento à desmarcação de Élder Santana, serve o brasileiro que, na tentativa de fazer um chapéu, viu a bola ressaltar no guarda-redes e na emenda empurra para o fundo das redes.

Em vantagem a Sanjoanense procurou a tranquilidade e já perto do intervalo o australiano Sam esteve perto de o conseguir não fosse a pronta intervenção de Manuel Gama.

No regresso dos balneários o Anadia entrou à procura do empate, mas aos 52 minutos os locais viam o trabalho complicar-se com o vermelho direto mostrado ao dono da baliza, na sequência de uma defesa fora da área.

Apesar da inferioridade numérica, os bairradinos não se remeteram à defesa e até chegaram a incomodar o guardião Diogo Almeida, mas seriam os homens de Sérgio Machado a festejar novamente já em tempo de compensação. Paulinho, no coração da área, desvia para o fundo das redes um passe tirado a “régua e esquadro” de Jota, fixando o resultado final.

No próximo domingo a Sanjoanense regressa a casa para receber o Valadares Gaia.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Loading Facebook Comments ...