Trabalhadores das creches e do ensino pré-escolar serão os próximos 

 

Ao longo da última semana, de 22 a 29 de março, para além da retoma das visitas a utentes de equipamentos residenciais, destaca-se a vacinação contra o novo coronavírus de 13 técnicos de ATL (Atividades de Tempos Livres), concretamente da rede de ATL Artes & Traquinices, nos passados dias 27 e 28. Estima-se “para data próxima (ainda não conhecida) a extensão do processo aos trabalhadores das creches e do ensino pré-escolar”, conforme avança comunicado da Santa Casa da Misericórdia (SCM) de S. João da Madeira recebido pelo labor.

Mas ainda a propósito das visitas, estas só serão restabelecidas na Casa de Repouso esta semana devido a “obras em curso” que “implicaram a alteração de local para a sua realização e a revisão do circuito das pessoas externas”.

116 Rastreios realizados nas casas residenciais…

Entretanto, prosseguiram os rastreios à SARS CoV-2 coordenados pelo Centro Distrital de Aveiro do Instituto de Segurança Social, com mais 33 trabalhadores dos lares de idosos e do lar residencial a serem testados, por pesquisa PCR, e com todos a testarem negativo à Covid-19.

Contas feitas, esta foi a quinta semana de rastreios desde a retoma do processo, em 22 de fevereiro: cumulativamente, foram realizados 116 rastreios e 31 colaboradores foram testados duas vezes neste período, por terem completado o ciclo de 4 semanas de intervalo entre rastreios.

…e 74 nas creches e no pré-escolar

Para além disso, também durante a semana transata, a Segurança Social estendeu esta operação aos trabalhadores de creches e de estabelecimentos de ensino pré-escolar. Da Misericórdia sanjoanense, foram testadas 74 pessoas, tendo todas tido resultado negativo. Isto, tal como tinham dado negativo os 13 técnicos de ATL testados nas escolas do 1º ciclo do ensino básico do concelho, em iniciativa coordenada pelo Ministério da Educação.

Excluídos dos rastreios estão os trabalhadores do Centro de Acolhimento Temporário e da Unidade de Cuidados Continuados Integrados, sendo que nesta última unidade de saúde deverá iniciar-se brevemente um rastreio quinzenal, nos termos de uma norma dispensada pela Direção-geral da Saúde.

Note-se que a informação dos rastreios realizados a utentes ignora os testes feitos por candidatos ingressantes em equipamentos residenciais. Esta diligência é obrigatória – a necessidade de evidência de um teste negativo – e condicionante da admissão, avisa a SCM na nota de imprensa a que o labor teve acesso.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Loading Facebook Comments ...