Presidente da Câmara declara: “Se quem tenha jatos privados, nós criámos esguichos públicos!”

As obras na Praça vão continuando a bom ritmo e prometem desenvolver muito a vida no centro cívico da nossa cidade.

O Presidente da Câmara recebeu o nosso repórter na tenda de campismo que instalou na Praça junto à Tabacaria Glória e onde tem residido em permanência para melhor acompanhar as obras.

Questionado sobre o impacto que as obras terão para o Município Jorge Sequeira, enquanto espreitava com a cabeça de fora da tenda, declarou: viu a qualidade disto? Estas obras inserem-se também na nossa visão de coesão social e de diminuição das desigualdades. Se quem tenha jatos privados, os sanjoanenses que não têm posses para isso também vão poder aproveitar de esguichos públicos…. É o mínimo que podemos fazer para corrigir mais esta injustiça social”.

Questionado sobre se esta é uma política transversal à sua atuação, o edil afirmou perentoriamente que sim: Esta é uma linha de orientação política que já vimos a seguir muito tempo. Veja o caso da Praça do Poder Local. Se vemos todos os dias passarem sanjoanenses a conduzir Teslas, Porches, Jaguares e Mercedes, nós disponibilizámos aos habitantes daquele bairro um Chaimite, que é uma viatura exclusiva e que ninguém tem. Além disso é muito mais ecológica que os veículos elétricos, pois como não anda não produz qualquer poluição”.

Sobre este assunto, o vereador da oposição Paulo Cavaleiro declarou que tinha votado a favor apesar de ter muitas reservas e até poder ser contra, pois estava a haver atropelos à lei: Veja que a Chaimite está parada muito tempo precisamente junto a uma placa de proibido estacionar. Isto é inadmissível do ponto de vista da legalidade”! – declarou à nossa redação.

Ao que pudemos apurar junto do Presidente, a colocação de bancos públicos feitos de lápis também pretende compensar a comunidade que não tem acesso às mais modernas tecnologias de escrita: Se uns escrevem em computador, a comunidade tem os lápis à sua disposição” – disse.

A nossa reportagem contactou o Presidente da Associação de Comerciantes, Paulo Barreira, que afirmou: “Acho bem que os comerciantes da Praça vejam isto a funcionar brevemente pois o negócio está parado. Se antes não tiveram mãos a medir, agora estão completamente tesos. Por isso, os esguichos vêm na altura certa”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Loading Facebook Comments ...