Com o fim do desconfinamento e a proximidade da extinção da pandemia, muitas atividades económicas que foram florescentes neste período, estão a reconverter as suas produções.

A PSP acaba de anunciar o encerramento da sua fábrica de bolos dedicando-se, a partir de agora, a uma atividade que vinha desempenhando apenas residualmente, a segurança pública.

À nossa redação o Comissário da PSP local confirmou: É verdade, a fábrica de bolos vai fechar. No período do confinamento não tivemos descanso. Todos os dias tínhamos várias encomendas de bolos para ir cantar os parabéns à porta das crianças e dos idosos. Agora o negócio está a decair e temos que nos reconverter. As argolas dos bolos vão ser aproveitadas para fazer algemas e as pistolas de pasteleiro vão ser adaptadas para disparar balas de 9 milímetros. O novo negócio que agora vai surgir é o da segurança pública”.

Questionado sobre se esta medida irá originar despedimentos, a nossa fonte afirmou que despedimentos, em princípio não. Mas o Tonecas vai entrar em layoff e o Neves em dieta”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Loading Facebook Comments ...